Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 24 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Polícia evita onda de atentados no Iraque


Da AFP

04/09/2003 | 11:22


A situação da segurança no Iraque segue complicada. Nesta quinta-feira, três pessoas foram presas com explosivos na cidade de Kirkuk e confessaram que estavam preparando atentados. Em Faluja, a 60 km de Bagdá, um comboio militar americano foi alvo de um ataque com foguetes antitanques; ninguém ficou ferido.

Os três homens detidos são suspeitos de pertencer ao grupo islamita radical Ansar al-Islam. "Durante o interrogatório, eles confessaram que haviam colocado explosivos em três contêineres de lixo. O primeiro estava debaixo da terceira ponte de Kirkuk, o segundo seria colocado num local muito habitado na cidade e o terceiro estava pronto para ser levado para Suleimaniyah para matar o chefe da UPK, Jalal Talabani", explicou o responsável pela prisão, um membro da União Patriótica do Curdistão (UPC).

"A investigação continua e não podemos revelar as identidades dos suspeitos, mas um deles confessou ser membro do Ansar al-Islam", acrescentou o funcionário da UPC. "Existe uma rede terrorista muito vasta que opera com eles, vinculada aos atentados contra a sede das Nações Unidas em Bagdá (que deixou 22 mortos no dia 19 de agosto, entre eles o brasileiro Sérgio Vieira de Mello) e Najaf (que causou 83 mortes no dia 29 de agosto). Os ataques que eles pretendiam realizar seriam da mesma amplitude", garantiu.

Alvo americano - Em Faluja, o ataque a um comboio de soldados dos Estados Unidos aconteceu por volta das 7h locais (0h de Brasília).

Segundo testemunhas, um carro blindado foi atingido e começou a pegar fogo. As chamas se alastraram e destruíram uma casa. Não há informações sobre feridos.

As tropas americanas teriam cercado a região para uma operação de busca aos autores do ataque, mas ninguém foi preso, ainda de acordo com testemunhas.

Faluja fica na região sunita do Iraque, onde os ataques contra os soldados americanos são freqüentes.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;