Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 13 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Estranho

Bruno César e Lucas sentiram uma sensação diferente no clássico de domingo no Morumbi


Especial para o Diário

09/11/2010 | 00:00


Bruno César e Lucas sentiram uma sensação diferente no clássico de domingo no Morumbi.

Eles defendem Corinthians e São Paulo, mas começaram na base do adversário. Claro que não tiveram apoio e foram buscar um futuro melhor em outras plagas.

Bruno foi mais feliz que Lucas. O Corinthians venceu com autoridade e continua sonhando com o título do Brasileiro.

Gostei do jogo e achei o resultado justo. E como joga bola esse Jucilei, hein?!

TORCIDA MAIS VIBRANTE

Aconteceu domingo no Morumbi um estudo da Ieme Brasil, empresa de engenharia especializada em análise dinâmica de estruturas.

A companhia colocou sensores em determinados setores do estádio para medir em tempo real a vibração das torcidas.

A principal intenção é uma análise estrutural com a monitoração da segurança do Morumbi, realizada para avaliar se as arquibancadas respondem adequadamente quando submetidas a cargas dinâmicas.

A maior parte dos grandes estádios brasileiros foi construída a partir da década de 1950. Anteriormente, as torcidas tinham um comportamento mais estático, comemoravam com palmas, no máximo, batendo os pés no chão. E os estádios foram projetados para essas condições.

Hoje, com avalanches, olas e outras coreografias, o impacto das torcidas sobre as arquibancadas é bem maior.

Vamos aguardar os resultados, já que a pesquisa estará sendo feita também em outros estádios, principalmente aqueles que abrigarão jogos da Copa do Mundo de 2014.

VÁRZEA

Quem acompanhou o empate entre Atlético-MG e Santos comprovou que em alguns aspectos o Brasileiro é uma verdadeira várzea.

O primeiro tempo teve 62 minutos por causa de duas paralisações. O sistema de iluminação estava com defeito. Depois foi o gerador que pifou. Isso comprova que a Arena do Jacaré não tem estrutura para abrigar jogos da Série A.

Os clubes não têm autoridade e personalidade para exigir o melhor para eles mesmos. Estamos falando de muitas coisas, a começar dos horários esdrúxulos dos jogos determinados pela Globo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Estranho

Bruno César e Lucas sentiram uma sensação diferente no clássico de domingo no Morumbi

Especial para o Diário

09/11/2010 | 00:00


Bruno César e Lucas sentiram uma sensação diferente no clássico de domingo no Morumbi.

Eles defendem Corinthians e São Paulo, mas começaram na base do adversário. Claro que não tiveram apoio e foram buscar um futuro melhor em outras plagas.

Bruno foi mais feliz que Lucas. O Corinthians venceu com autoridade e continua sonhando com o título do Brasileiro.

Gostei do jogo e achei o resultado justo. E como joga bola esse Jucilei, hein?!

TORCIDA MAIS VIBRANTE

Aconteceu domingo no Morumbi um estudo da Ieme Brasil, empresa de engenharia especializada em análise dinâmica de estruturas.

A companhia colocou sensores em determinados setores do estádio para medir em tempo real a vibração das torcidas.

A principal intenção é uma análise estrutural com a monitoração da segurança do Morumbi, realizada para avaliar se as arquibancadas respondem adequadamente quando submetidas a cargas dinâmicas.

A maior parte dos grandes estádios brasileiros foi construída a partir da década de 1950. Anteriormente, as torcidas tinham um comportamento mais estático, comemoravam com palmas, no máximo, batendo os pés no chão. E os estádios foram projetados para essas condições.

Hoje, com avalanches, olas e outras coreografias, o impacto das torcidas sobre as arquibancadas é bem maior.

Vamos aguardar os resultados, já que a pesquisa estará sendo feita também em outros estádios, principalmente aqueles que abrigarão jogos da Copa do Mundo de 2014.

VÁRZEA

Quem acompanhou o empate entre Atlético-MG e Santos comprovou que em alguns aspectos o Brasileiro é uma verdadeira várzea.

O primeiro tempo teve 62 minutos por causa de duas paralisações. O sistema de iluminação estava com defeito. Depois foi o gerador que pifou. Isso comprova que a Arena do Jacaré não tem estrutura para abrigar jogos da Série A.

Os clubes não têm autoridade e personalidade para exigir o melhor para eles mesmos. Estamos falando de muitas coisas, a começar dos horários esdrúxulos dos jogos determinados pela Globo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;