Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 23 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Preso homem que ajudou pai a matar o filho


Do Diário do Grande ABC

12/02/2000 | 14:40


A polícia de Várzea Paulista prendeu, sexta-feira à noite, em Sao Paulo, o homem que ajudou Durval Alves da Silva, 47 anos, a matar o filho para ficar com a herança deixada pela mulher ao rapaz. Sao seis casas de aluguel no Jardim Promeca, em Várzea Paulista. O vendedor ambulante Marco Antônio Ferreira, 38 anos, conhecido como o "Gago" confessou a participaçao no crime e confirmou a versao do pai, de que balearam Robson de Lima Silva, 20 anos, enforcaram-no e atearam fogo ao corpo, para ter certeza de que ele havia morrido.

Apesar de todos os requintes de crueldade, Marco contou que sábado (05) à noite eles saíram para comemorar e comeram pizza. O pai, Durval Alves da Silva, só foi descoberto pela polícia porque uma testemunha fez a denúncia na Delegacia de Investigaçoes Gerais (DIG) de Campinas; seu nome vem sendo mantido em sigilo. Durval deixou o filho agonizando o sábado inteiro, após vários tiros de revólver calibre 38. Ele confessou aos policiais que sua intençao era eliminar "o canalha", para ficar com todo dinheiro do aluguel das casas. O caso revoltou os moradores de Várzea Paulista. Os dois presos foram encaminhados para a Cadeia de Jundiaí.

O crime - No sábado (05), às 12h30, Durval Silva chamou o filho para ir ao quintal de casa, no Jardim Promeca, na Rua Rafael Félix, 55. Lá, ele e Marco Gago amarraram o rapaz com corda de nylon e dispararam dois tiros de revólver. As 14h30, os dois retornaram ao quintal e viram que Robson ainda estava vivo e pedia socorro. Entao, deram mais três tiros e fecharam a porta da cozinha. A noite, às 21h30, retornaram e Robson ainda gemia. Para garantir a morte do filho, Durval arrastou Robson para dentro do quarto e o enforcou.

No dia seguinte, domingo, comprou 5 litros de gasolina e levou o corpo para um matagal na Colina do Portal, em Campo Limpo Paulista. Lá ateou fogo ao corpo e documentos do jovem, para que o corpo nao fosse identificado pela polícia.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;