Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 29 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Antônio Flávio celebra volta por cima e mira bi da Série A-2

Celso Luiz/DGABC: Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Depois de quase se aposentar, jogador
ressurge e leva Santo André à elite


Anderson Fattori

06/05/2016 | 07:00


Antônio Flávio tem motivos mais do que especiais para comemorar o acesso do Santo André, de volta para a Primeira Divisão do Campeonato Paulista. Revelado no clube em 2007, o jogador viveu altos e baixos e por pouco não encerrou precocemente a carreira no ano passado. Recontratado no fim de 2015, ganhou mais uma chance e ressurgiu na Série A-2 deste ano, principalmente depois da chegada do técnico Toninho Cecílio, com quem havia trabalhado no São Caetano em 2011.

“Nos últimos dois anos acabei passando por problemas pessoais e desfoquei da carreira. Fiquei quase o ano passado todo sem jogar. Quando recebi o convite do Santo André não pensei duas vezes. Queria voltar e deixar o Santo André no lugar onde deve estar, que é na elite. Graças a Deus fomos felizes. Com muito trabalho e muita luta conseguimos o objetivo”, comemorou o atacante, 29 anos.

Jogador que mais vezes vestiu a camisa do Santo André no atual elenco, com 84 aparições, ele soma 13 gols pelo Ramalhão, um deles nesta temporada, no empate por 1 a 1 diante do Batatais, na quarta rodada. Além do acesso conquistado sábado, em Barretos, Antônio Flávio também havia subido com o Santo André na Série A-2 de 2008, quando o clube sagrou-se campeão vencendo o Oeste na final.

Experiente na disputa, o atacante quer o time focado no confronto de amanhã, às 19h, contra o Mirassol, no Interior, em jogo único que define o campeão da Série A-2. “Aqui não tem relaxamento. Todo mundo está feliz. Só jogadores e comissão técnica sabemos o que passamos durante estes quatro meses no clube. Este grupo é merecedor da conquista da vaga na elite. Estamos focados, o elenco está trabalhando duro, até escurecer. Agora é esquecer o acesso e pensar só no título”, recomendou.

O adversário da final traz boas recordações para Antônio Flávio. Pelo Santo André, em 2009, ele saiu do banco de reservas e decidiu o jogo válido pelo Campeonato Paulista ao marcar duas vezes e garantir os 3 a 0 para o Santo André, atuando no Interior.

“Tive a felicidade naquele jogo de entrar e fazer dois gols. Na minha memória tenho que sempre fiz bons jogos contra o Mirassol e espero manter essa sina no sábado (amanhã) para conquistar pela segunda vez a Série A-2”, projetou.


RETROSPECTO

Não é só Antônio Flávio que guarda boas recordações do Mirassol. O Santo André costuma fazer bons jogos contra a equipe do Interior. Até hoje foram 13 partidas entre os clubes, com oito vitórias do Ramalhão, dois triunfos do Leão e três empates. Na primeira fase desta A-2, a equipe andreense venceu em casa por 2 a 0. Já na última vez que se encontraram no Estádio José Maria de Campos Maia, local do jogo de amanhã, a equipe mirassolense venceu por 3 a 1.


CARAVANA

Aos torcedores andreenses que quiserem ir a Mirassol amanhã, haverá ônibus disponível saindo às 7h30 do Estádio Bruno Daniel. Não há reserva prévia e o preenchimento das vagas é por ordem de chegada. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Antônio Flávio celebra volta por cima e mira bi da Série A-2

Depois de quase se aposentar, jogador
ressurge e leva Santo André à elite

Anderson Fattori

06/05/2016 | 07:00


Antônio Flávio tem motivos mais do que especiais para comemorar o acesso do Santo André, de volta para a Primeira Divisão do Campeonato Paulista. Revelado no clube em 2007, o jogador viveu altos e baixos e por pouco não encerrou precocemente a carreira no ano passado. Recontratado no fim de 2015, ganhou mais uma chance e ressurgiu na Série A-2 deste ano, principalmente depois da chegada do técnico Toninho Cecílio, com quem havia trabalhado no São Caetano em 2011.

“Nos últimos dois anos acabei passando por problemas pessoais e desfoquei da carreira. Fiquei quase o ano passado todo sem jogar. Quando recebi o convite do Santo André não pensei duas vezes. Queria voltar e deixar o Santo André no lugar onde deve estar, que é na elite. Graças a Deus fomos felizes. Com muito trabalho e muita luta conseguimos o objetivo”, comemorou o atacante, 29 anos.

Jogador que mais vezes vestiu a camisa do Santo André no atual elenco, com 84 aparições, ele soma 13 gols pelo Ramalhão, um deles nesta temporada, no empate por 1 a 1 diante do Batatais, na quarta rodada. Além do acesso conquistado sábado, em Barretos, Antônio Flávio também havia subido com o Santo André na Série A-2 de 2008, quando o clube sagrou-se campeão vencendo o Oeste na final.

Experiente na disputa, o atacante quer o time focado no confronto de amanhã, às 19h, contra o Mirassol, no Interior, em jogo único que define o campeão da Série A-2. “Aqui não tem relaxamento. Todo mundo está feliz. Só jogadores e comissão técnica sabemos o que passamos durante estes quatro meses no clube. Este grupo é merecedor da conquista da vaga na elite. Estamos focados, o elenco está trabalhando duro, até escurecer. Agora é esquecer o acesso e pensar só no título”, recomendou.

O adversário da final traz boas recordações para Antônio Flávio. Pelo Santo André, em 2009, ele saiu do banco de reservas e decidiu o jogo válido pelo Campeonato Paulista ao marcar duas vezes e garantir os 3 a 0 para o Santo André, atuando no Interior.

“Tive a felicidade naquele jogo de entrar e fazer dois gols. Na minha memória tenho que sempre fiz bons jogos contra o Mirassol e espero manter essa sina no sábado (amanhã) para conquistar pela segunda vez a Série A-2”, projetou.


RETROSPECTO

Não é só Antônio Flávio que guarda boas recordações do Mirassol. O Santo André costuma fazer bons jogos contra a equipe do Interior. Até hoje foram 13 partidas entre os clubes, com oito vitórias do Ramalhão, dois triunfos do Leão e três empates. Na primeira fase desta A-2, a equipe andreense venceu em casa por 2 a 0. Já na última vez que se encontraram no Estádio José Maria de Campos Maia, local do jogo de amanhã, a equipe mirassolense venceu por 3 a 1.


CARAVANA

Aos torcedores andreenses que quiserem ir a Mirassol amanhã, haverá ônibus disponível saindo às 7h30 do Estádio Bruno Daniel. Não há reserva prévia e o preenchimento das vagas é por ordem de chegada. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;