Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

É hora do show

Astros de wrestling, modalidade que une entretenimento
e esporte no ringue, se apresentam no dia 23, em Sampa


Bruna Gonçalves
Do Diário do Grande ABC

13/05/2012 | 07:00


Golpes acrobáticos, chaves, torções, figurinos chamativos, além de muita ousadia entre os oponentes. Assim é o wrestling (luta livre, em português), que mistura esporte e entretenimento. Surgiu nos Estados Unidos nos anos 1930 e logo conquistou México e América Latina. No Brasil, chegou no fim da década de 1940. No início, a modalidade era amadora; não havia glamour.

Nos últimos anos, porém, tem virado mania entre gente de diferentes idades e classes sociais. Isso porque a WWE (World Wrestling Entertainment), maior companhia norte-americana do ramo, tem investido nas apresentações, programas de TV e nos profissionais, transformando-os em astros bem-sucedidos. Um dos exemplos é o ator Dwayne ‘The Rock' Johnson, o mesmo dos longas O Escorpião Rei e O Fada do Dente.

O D+ conversou com outro famoso lutador: Mike Mizanin, conhecido como The Miz. Ele vai participar do evento que rola dia 23, às 20h30, no Ginásio do Ibirapuera, em Sampa. Supersimpático, o gringo compara a competição a um filme. "Envolve personagens e sentimentos. Ninguém pergunta se alguma cena aconteceu ou não. As pessoas entram na história e a participação do público é fundamental."

SEM MARMELADA - Há quem imagine que os combates do wrestling são cascata. Nada disso. Aliás, os caras não suportam insinuações de que fingem bater e apanhar. O treinamento é sério, como em qualquer esporte, e ninguém fica fora de lesões. "É possível se machucar o tempo todo. Um superastro se aposentou porque teve uma lesão na nuca", afirma The Miz.

As lutas sempre ocorrem entre um lutador vilão e um bonzinho. Podem ser individuais ou em duplas. As mulheres, chamadas divas, também participam e mostram que são boas de briga. Há muitas regras: "Pode ficar só dez segundos fora do ringue. Quando o adversário está encurralado nas cordas, tem direito a cinco segundos para sair. Não pode atingir as partes íntimas", explica.

The Miz curte o MMA (Artes Marciais Mistas, em português), mas conta que há inúmeras diferenças entre ela e a modalidade que pratica. No wrestiling, o público acompanha uma história que se desenrola durante os embates. "Não são somente dois caras que sobem no ringue para se enfrentar. No MMA a luta principal pode acabar em cinco minutos e você se pergunta: ‘É só isso?'. Enquanto no WWE tem 30 minutos de interação."

ONDE - WWE Raw World Tour na quarta (23), às 20h30, no Ginásio do Ibirapuera (Rua Manoel da Nóbrega, 1.361). Ingresso: R$ 25 a R$ 600. Informações: www.ticketsforfun.com.br



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

É hora do show

Astros de wrestling, modalidade que une entretenimento
e esporte no ringue, se apresentam no dia 23, em Sampa

Bruna Gonçalves
Do Diário do Grande ABC

13/05/2012 | 07:00


Golpes acrobáticos, chaves, torções, figurinos chamativos, além de muita ousadia entre os oponentes. Assim é o wrestling (luta livre, em português), que mistura esporte e entretenimento. Surgiu nos Estados Unidos nos anos 1930 e logo conquistou México e América Latina. No Brasil, chegou no fim da década de 1940. No início, a modalidade era amadora; não havia glamour.

Nos últimos anos, porém, tem virado mania entre gente de diferentes idades e classes sociais. Isso porque a WWE (World Wrestling Entertainment), maior companhia norte-americana do ramo, tem investido nas apresentações, programas de TV e nos profissionais, transformando-os em astros bem-sucedidos. Um dos exemplos é o ator Dwayne ‘The Rock' Johnson, o mesmo dos longas O Escorpião Rei e O Fada do Dente.

O D+ conversou com outro famoso lutador: Mike Mizanin, conhecido como The Miz. Ele vai participar do evento que rola dia 23, às 20h30, no Ginásio do Ibirapuera, em Sampa. Supersimpático, o gringo compara a competição a um filme. "Envolve personagens e sentimentos. Ninguém pergunta se alguma cena aconteceu ou não. As pessoas entram na história e a participação do público é fundamental."

SEM MARMELADA - Há quem imagine que os combates do wrestling são cascata. Nada disso. Aliás, os caras não suportam insinuações de que fingem bater e apanhar. O treinamento é sério, como em qualquer esporte, e ninguém fica fora de lesões. "É possível se machucar o tempo todo. Um superastro se aposentou porque teve uma lesão na nuca", afirma The Miz.

As lutas sempre ocorrem entre um lutador vilão e um bonzinho. Podem ser individuais ou em duplas. As mulheres, chamadas divas, também participam e mostram que são boas de briga. Há muitas regras: "Pode ficar só dez segundos fora do ringue. Quando o adversário está encurralado nas cordas, tem direito a cinco segundos para sair. Não pode atingir as partes íntimas", explica.

The Miz curte o MMA (Artes Marciais Mistas, em português), mas conta que há inúmeras diferenças entre ela e a modalidade que pratica. No wrestiling, o público acompanha uma história que se desenrola durante os embates. "Não são somente dois caras que sobem no ringue para se enfrentar. No MMA a luta principal pode acabar em cinco minutos e você se pergunta: ‘É só isso?'. Enquanto no WWE tem 30 minutos de interação."

ONDE - WWE Raw World Tour na quarta (23), às 20h30, no Ginásio do Ibirapuera (Rua Manoel da Nóbrega, 1.361). Ingresso: R$ 25 a R$ 600. Informações: www.ticketsforfun.com.br

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;