Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 24 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Cooperativa substitui banco em pequenas cidades



10/08/2009 | 07:01


A história de São Roque de Minas se confunde com seu morador mais ilustre, o Rio São Francisco, que nasce na Serra da Canastra, onde o pequeno município mineiro está encravado.

A cidade de pouco mais de 6.000 habitantes, não tem agência bancária desde 1991. Mas os moradores não deixaram de ter acesso aos serviços tradicionalmente oferecidos pelos bancos, como conta-corrente, poupança e linhas de financiamento ao setor agrícola e os demais segmentos da economia local.

Esses serviços têm sido garantidos pela cooperativa fundada e presidida por João Carlos Leite, o Joãozinho Messias, que, em parceria com outros produtores rurais, abriu a cooperativa no início da década de 1990.

Até hoje, a cidade não tem agência bancária, mas a cooperativa conta com mais de 8.500 associados, com operações em São Roque e em mais quatro municípios vizinhos.

As cooperativas de crédito operam em 40% dos 850 municípios do Brasil que não contam com uma agência bancária, segundo a Organização das Cooperativas Brasileiras.

As operações de crédito da cooperativa mineira, que somaram R$ 24,1 milhões em 2007, atingiram quase R$ 32 milhões em junho deste ano.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;