Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 28 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Mais e maiores encrencas


Cássio Gomes Neves
Do Diário do Grande ABC

15/06/2007 | 07:01


Três é o número regente de Hollywood nesta temporada, como bem sabe o cinéfilo. Em 2007, são numerosas as séries que têm desencadeado suas terceiras baterias, de Homem-Aranha a Piratas do Caribe, de A Identidade Bourne a Onze Homens e um Segredo – esta, não demora muito, um dia chega aos 300 Homens de Esparta e a Confidência que só George Clooney não Sabe. Essa onda de arrematar trilogias alcançou também um certo ogro verde que virou celebridade entre os personagens de animação. Shrek está de volta em Shrek Terceiro, comédia animada que estréia hoje em 17 salas do Grande ABC.

O que faltava suceder ao monstrengão flatulento – que já encarou os mais diversos perigos, entre dragões, fadas-madrinhas arrivistas e até casamento – acontece nesta terceira aventura. Shrek encontra-se frente às possibilidades de ser o monarca do reino de Tão Tão Distante e pai de trigêmeos.

Seu sogro, o rei com corpo de anfíbio, morre. Logo, Shrek, marido da princesa Fiona, deve assumir o trono. Porém, nada disposto a deixar o pântano onde vive, ele parte em uma missão para encontrar Arthur (o monarca dos cavaleiros da Távola Redonda das lendas de Excalibur), primo de Fiona e sucessor consangüíneo do trono.

Responsabilidade pouca é bobagem: no instante em que parte rumo à jornada para localizar o novo rei, Shrek ouve de Fiona a notícia de que será pai em breve. A futura mãe então confraterniza com as amigas (Branca de Neve, Rapunzel, Bela Adormecida, Cinderela e sua irmã feia) enquanto o marido, ao lado dos inseparáveis Burro e Gato de Botas na breve odisséia, envolve-se com a comunidade do colégio medieval onde estuda Arthur e com o mago Merlin, ex-professor afastado por esquizofrenia.

Nesse meio tempo, o Príncipe Encantado, antagonista metrossexual e pretendente rejeitado por Fiona, organiza um motim de vilões (nos quais contam-se Capitão Gancho, bruxas e ciclopes) para promover um golpe na monarquia e tomar o controle do reino.

HISTÓRIA E ESPETÁCULO - A motivação subliminar de Shrek Terceiro permanece igual a dos filmes anteriores: a assimilação do marginal pela sociedade sustentada em arquétipos de bem e mal, moldada por aparências. Posicionamento destacado pela presença de Arthur, tratado como zero à esquerda pelos colegas e ao qual Shrek se oferece como mentor, autorizado pelo passado de monstruosidade renegada. O resultado também persiste: em vez da crítica enunciada, ao enquadrar-se nos modelos que o excluíam Shrek corrobora-os, adapta-se a eles, admite-os como válidos.

Contudo, o filme não é todo ele apenas outra parte de um processo temático que não diversifica, mas que se acumula. Há umas boas piadas, como uma manifestação de pânico açucarado do Biscoito e os pesadelos de Shrek com a paternidade, com menções a O Bebê de Rosemary e O Exorcista.

O grande momento de Shrek Terceiro, entre replays temáticos e divertidas gags, é seu ato final. Sem descobrir muito o bolo para não azedar o prazer do espectador, faz uma breve citação ao fato de os rumos da história e o espetáculo se confundirem. No afã de ser rei, o Príncipe Encantado monta um circo que pretende definir o destino de uma ordem política. Shrek Terceiro confronta fato e lenda, verdade e versão, e a seu modo bem desproposital ironiza Hollywood como manipuladora da história. Esta, sim, uma crítica legítima, mesmo que possa não ser intencional.

SHREK TERCEIRO (Shrek The Third, EUA, 2007). Dir.: Chris Miller. Com as vozes (nas cópias legendadas) de Mike Myers, Eddie Murphy, Cameron Diaz, Antonio Banderas, Justin Timberlake, Rupert Everett, Julie Andrews, Eric Idle, Larry King. Estréia hoje no ABC Plaza 1, 4, 5, 6 e 7, Shopping ABC 3, 4 e 5, Extra Anchieta 2, 3, 5 e 6, Metrópole 3, Mauá Plaza 1, 2, 3 e 4, Central Plaza 1, 2, 9 e 10 e circuito. Duração: 92 minutos. Classificação indicativa: livre.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;