Fechar
Publicidade

Sábado, 11 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Toyota é acusada de tentar calar donos de carros com defeito


Do Diário do Grande ABC

30/10/2010 | 07:42


Os advogados de milhares de proprietários de automóveis da Toyota acusaram a montadora japonesa, num documento enviado à Justiça norte-americana, de tentar calar seus clientes sobre os problemas de aceleração involuntária apresentados pelos veículos. O grupo Toyota, que há meses tem retirado do mercado milhares de veículos defeituosos, teria comprado alguns deles de seus clientes em segredo para ocultar as falhas, segundo processo nos Estados Unidos.

De acordo com o documento, parte de um processo contra a Toyota, os proprietários dos automóveis disseram que a montadora os obrigou a assinar acordos de confidencialidade e secretamente comprou de volta os veículos que aparentemente apresentavam problemas.

Os documentos também destacam que os engenheiros da Toyota conseguiram - diferentemente do que a Toyota disse - reproduzir os defeitos de aceleração involuntária, mas a companhia não teria reportado tais falhas à Administração Nacional de Segurança no Tráfego em Rodovias dos Estados Unidos (NHTSA, na sigla em inglês). O processo foi aberto em um Tribunal Federal da Califórnia (Oeste).
"Uma vez que os técnicos puderam reproduzir o problema, a Toyota decidiu que era do interesse do cliente que ela comprasse seu veículo, permitindo, na realidade, que a montadora retirasse do mercado um veículo cujo problema de aceleração não podia ser imputado ao motorista", afirma a denúncia.

A Toyota disse, em comunicado, que recomprou dois veículos para análises de engenharia, mas que seus profissionais não conseguiram reproduzir o problema de aceleração.

PENALIDADE - A NHTSA multou a Toyota em US$ 16,4 milhões no começo deste ano por conta da empresa não ter notificado a agência no prazo apropriado sobre o problema com o acelerador. A Toyota já realizou o recall de mais de 8 milhões de carros em todo o mundo para consertar defeitos com tapetes e pedais de aceleração.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Toyota é acusada de tentar calar donos de carros com defeito

Do Diário do Grande ABC

30/10/2010 | 07:42


Os advogados de milhares de proprietários de automóveis da Toyota acusaram a montadora japonesa, num documento enviado à Justiça norte-americana, de tentar calar seus clientes sobre os problemas de aceleração involuntária apresentados pelos veículos. O grupo Toyota, que há meses tem retirado do mercado milhares de veículos defeituosos, teria comprado alguns deles de seus clientes em segredo para ocultar as falhas, segundo processo nos Estados Unidos.

De acordo com o documento, parte de um processo contra a Toyota, os proprietários dos automóveis disseram que a montadora os obrigou a assinar acordos de confidencialidade e secretamente comprou de volta os veículos que aparentemente apresentavam problemas.

Os documentos também destacam que os engenheiros da Toyota conseguiram - diferentemente do que a Toyota disse - reproduzir os defeitos de aceleração involuntária, mas a companhia não teria reportado tais falhas à Administração Nacional de Segurança no Tráfego em Rodovias dos Estados Unidos (NHTSA, na sigla em inglês). O processo foi aberto em um Tribunal Federal da Califórnia (Oeste).
"Uma vez que os técnicos puderam reproduzir o problema, a Toyota decidiu que era do interesse do cliente que ela comprasse seu veículo, permitindo, na realidade, que a montadora retirasse do mercado um veículo cujo problema de aceleração não podia ser imputado ao motorista", afirma a denúncia.

A Toyota disse, em comunicado, que recomprou dois veículos para análises de engenharia, mas que seus profissionais não conseguiram reproduzir o problema de aceleração.

PENALIDADE - A NHTSA multou a Toyota em US$ 16,4 milhões no começo deste ano por conta da empresa não ter notificado a agência no prazo apropriado sobre o problema com o acelerador. A Toyota já realizou o recall de mais de 8 milhões de carros em todo o mundo para consertar defeitos com tapetes e pedais de aceleração.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;