Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 15 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Reino Unido: Boris Johnson diz que não negociará adiamento do Brexit com UE



19/10/2019 | 11:38


O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, disse que seguirá em frente e tentará fazer com que o país deixe a União Europeia até 31 de outubro. Ele afirmou neste sábado que não está assustado ou consternado com a votação da emenda que adia a aprovação do novo acordo Brexit e assinalou que não haverá novas negociações com a UE. "A melhor coisa para o Reino Unido e a União Europeia é Brexit em 31 de outubro", disse. "Não negociarei adiamento com a UE." Johnson disse ainda esperar que o bloco não mostre interesse em ampliação de prazo.

Johnson afirmou acreditar que pode obter apoio "esmagador" para o novo plano de saída do Brexit e que vai propor a legislação necessária para fazer com que isso aconteça. O primeiro-ministro afirmou ainda que não é obrigado pela lei a negociar mais com a UE. Fontes: Associated Press e Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Reino Unido: Boris Johnson diz que não negociará adiamento do Brexit com UE


19/10/2019 | 11:38


O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, disse que seguirá em frente e tentará fazer com que o país deixe a União Europeia até 31 de outubro. Ele afirmou neste sábado que não está assustado ou consternado com a votação da emenda que adia a aprovação do novo acordo Brexit e assinalou que não haverá novas negociações com a UE. "A melhor coisa para o Reino Unido e a União Europeia é Brexit em 31 de outubro", disse. "Não negociarei adiamento com a UE." Johnson disse ainda esperar que o bloco não mostre interesse em ampliação de prazo.

Johnson afirmou acreditar que pode obter apoio "esmagador" para o novo plano de saída do Brexit e que vai propor a legislação necessária para fazer com que isso aconteça. O primeiro-ministro afirmou ainda que não é obrigado pela lei a negociar mais com a UE. Fontes: Associated Press e Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;