Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 2 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Termina rebeliao em presídio de Goiânia


Do Diário do Grande ABC

15/10/1999 | 10:29


Terminou, por volta das 10h20 desta sexta-feira, a rebeliao, que durou cerca de 20 horas, na Casa de Prisao Provisória (CPP) da regiao de Aparecida de Goiânia. De acordo com o secretário de Segurança Pública de Goiás, Demóstenes Xavier Torres, algumas das reivindicaçoes dos detentos serao atendidas, como a superlotaçao e investigaçao das denúncias de maus tratos.

Os detentos libertaram as quatro pessoas mantidas como reféns - duas professoras e dois agentes carcereiros - e entregaram as armas - facas e chuchos (espécie de punhal fabricado na cadeia).

Entre os compromissos assumidos pelo secretário de Segurança Pública, está a transferência de alguns presos para um novo pavilhao que será aberto dentro do próprio CPP e a aceleraçao do processo jurídico no cumprimento de penas irregulares.

Motim - Mais de 200 presos deram início a uma rebeliao na ala 1 da CPP, pouco antes das 14 horas de quinta-feira (14), quando nove presos, armados de facas e chuchos, anunciaram o motim, rendendo duas professoras e dois carcereiros que trabalham no local. Os quatro funcionários foram mantidos como reféns por um grupo de nove presos.

Durante a rebeliao, um detento foi ferido no rosto e jogado pelos amotinados do outro lado do muro do presídio. Apesar da queda, o preso - nao identificado - sofreu apenas escoriaçoes no rosto.

Na madrugada desta sexta-feira, por volta das 5h30, a Tropa de Choque invadiu a Casa de Prisao Provisória, utilizando bombas de efeito moral, e capturou 17 detentos que estavam no telhado. Um dos presos sofreu um ferimento na cabeça ao cair do local, mas passa bem.

Dezenas de policiais militares e civis foram mobilizados. A porta da cadeia ficou lotada por familiares desesperados à procura de notícias.

Exigências - Entre as exigências estava a transferência de celas superlotadas, revisao de processos e novas regras para visitas de familiares vindos do interior.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;