Fechar
Publicidade

Domingo, 8 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Vasco derrota Flamengo de virada e vai à final



23/02/2012 | 00:23


O Vasco venceu o clássico contra o Flamengo por 2 a 1, de virada, na noite desta quarta-feira, e garantiu a primeira vaga na decisão da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca. A partida foi marcada por uma chance incrível desperdiçada por Deivid ainda no primeiro tempo, quando o duelo estava empatado por 1 a 1.

 

O lance custou ao Flamengo a invencibilidade no Engenhão - jamais havia perdido um clássico para rivais cariocas no estádio - e a eliminação na Taça Guanabara. Os vascaínos, por sua vez, comemoram o triunfo sobre o rival enquanto aguardam o vencedor da outra semifinal, entre Botafogo e Fluminense. O duelo será disputado nesta quinta, às 21 horas, também no Engenhão.

 

Vasco e Flamengo fizeram um primeiro tempo eletrizante. O time de São Januário era comandado pelo inspirado Juninho Pernambucano enquanto a equipe de Joel Santana era liderada por Ronaldinho Gaúcho, Vagner Love e Léo Moura.

 

O Flamengo saiu na frente, logo os 2 minutos. Vagner Love recebeu a bola quase no meio campo, limpou a jogada próximo à entrada da área, bateu forte de esquerda e fez um lindo gol. Fernando Prass não conseguiu alcançar a bola, que entrou no ângulo.

 

O empate, porém, veio aos 14. Juninho Pernambucano arriscou de longe, a bola quicou, Felipe não segurou e Alecsandro aproveitou o rebote: 1 a 1. Embalado, o Vasco criou outras duas grandes oportunidades na sequência, com Juninho.

 

O Flamengo respondeu no contra-ataque. Deivid, que já havia desperdiçado boa chance, protagonizou um lance bizarro aos 36. Depois de uma bela jogada individual de Léo Moura, Deivid, sozinho, diante do gol vazio, chutou na trave. A torcida do Vasco, jocosamente, gritou "Deivid é seleção". Na saída para o intervalo, o atacante admitiu: "Foi o gol mais perdido da minha vida".

 

O segundo tempo manteve o equilíbrio. Pelo menos até o Vasco aproveitar a única boa chance que teve na etapa. Aos 32, Kim cruzou para a área, Fagner cabeceou, Felipe defendeu, mas a bola sobrou para Diego Souza, que, também de cabeça, marcou. A partir daí, o Vasco só precisou administrar o resultado.

 

Com a vitória, o time de São Januário manteve os 100% de aproveitamento no Campeonato Carioca: oito vitórias. Desempenho que contrasta com a pífia campanha do ano passado, quando a equipe fez o pior início de torneio estadual da sua história.

 

FICHA TÉCNICA:

 

VASCO 2 X 1 FLAMENGO

 

VASCO - Fernando Prass; Fagner, Dedé, Rodolfo (Renato Silva) e Thiago Feltri; Nilton, Fellipe Bastos, Juninho Pernambucano (Felipe) e Diego Souza; Wiliam Barbio (Kim) e Alecsandro. Técnico: Cristóvão Borges

 

FLAMENGO - Felipe; Léo Moura (Rafael Galhardo), Gustavo, Welinton e Junior Cesar; Airton (Negueba), Willians, Renato e Ronaldinho Gaúcho; Vagner Love e Deivid (Botinelli). Técnico: Joel Santana.

 

GOLS - Vagner Love, aos 2, e Alecsandro, aos 14 minutos do primeiro tempo. Diego Souza, aos 32 minutos do segundo tempo.

 

CARTÕES AMARELOS - Ronaldinho Gaúcho, Negueba (Flamengo); Thiago Feltri (Vasco).

 

ÁRBITRO - Luiz Antonio Silva dos Santos.

 

RENDA - R$ 590.240,00.

 

PÚBLICO - 18.305 pagantes.

 

LOCAL - Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vasco derrota Flamengo de virada e vai à final


23/02/2012 | 00:23


O Vasco venceu o clássico contra o Flamengo por 2 a 1, de virada, na noite desta quarta-feira, e garantiu a primeira vaga na decisão da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca. A partida foi marcada por uma chance incrível desperdiçada por Deivid ainda no primeiro tempo, quando o duelo estava empatado por 1 a 1.

 

O lance custou ao Flamengo a invencibilidade no Engenhão - jamais havia perdido um clássico para rivais cariocas no estádio - e a eliminação na Taça Guanabara. Os vascaínos, por sua vez, comemoram o triunfo sobre o rival enquanto aguardam o vencedor da outra semifinal, entre Botafogo e Fluminense. O duelo será disputado nesta quinta, às 21 horas, também no Engenhão.

 

Vasco e Flamengo fizeram um primeiro tempo eletrizante. O time de São Januário era comandado pelo inspirado Juninho Pernambucano enquanto a equipe de Joel Santana era liderada por Ronaldinho Gaúcho, Vagner Love e Léo Moura.

 

O Flamengo saiu na frente, logo os 2 minutos. Vagner Love recebeu a bola quase no meio campo, limpou a jogada próximo à entrada da área, bateu forte de esquerda e fez um lindo gol. Fernando Prass não conseguiu alcançar a bola, que entrou no ângulo.

 

O empate, porém, veio aos 14. Juninho Pernambucano arriscou de longe, a bola quicou, Felipe não segurou e Alecsandro aproveitou o rebote: 1 a 1. Embalado, o Vasco criou outras duas grandes oportunidades na sequência, com Juninho.

 

O Flamengo respondeu no contra-ataque. Deivid, que já havia desperdiçado boa chance, protagonizou um lance bizarro aos 36. Depois de uma bela jogada individual de Léo Moura, Deivid, sozinho, diante do gol vazio, chutou na trave. A torcida do Vasco, jocosamente, gritou "Deivid é seleção". Na saída para o intervalo, o atacante admitiu: "Foi o gol mais perdido da minha vida".

 

O segundo tempo manteve o equilíbrio. Pelo menos até o Vasco aproveitar a única boa chance que teve na etapa. Aos 32, Kim cruzou para a área, Fagner cabeceou, Felipe defendeu, mas a bola sobrou para Diego Souza, que, também de cabeça, marcou. A partir daí, o Vasco só precisou administrar o resultado.

 

Com a vitória, o time de São Januário manteve os 100% de aproveitamento no Campeonato Carioca: oito vitórias. Desempenho que contrasta com a pífia campanha do ano passado, quando a equipe fez o pior início de torneio estadual da sua história.

 

FICHA TÉCNICA:

 

VASCO 2 X 1 FLAMENGO

 

VASCO - Fernando Prass; Fagner, Dedé, Rodolfo (Renato Silva) e Thiago Feltri; Nilton, Fellipe Bastos, Juninho Pernambucano (Felipe) e Diego Souza; Wiliam Barbio (Kim) e Alecsandro. Técnico: Cristóvão Borges

 

FLAMENGO - Felipe; Léo Moura (Rafael Galhardo), Gustavo, Welinton e Junior Cesar; Airton (Negueba), Willians, Renato e Ronaldinho Gaúcho; Vagner Love e Deivid (Botinelli). Técnico: Joel Santana.

 

GOLS - Vagner Love, aos 2, e Alecsandro, aos 14 minutos do primeiro tempo. Diego Souza, aos 32 minutos do segundo tempo.

 

CARTÕES AMARELOS - Ronaldinho Gaúcho, Negueba (Flamengo); Thiago Feltri (Vasco).

 

ÁRBITRO - Luiz Antonio Silva dos Santos.

 

RENDA - R$ 590.240,00.

 

PÚBLICO - 18.305 pagantes.

 

LOCAL - Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;