Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Comissão aprova projeto que muda idade para ingresso escolar



30/11/2004 | 22:43


A Comissão de Educação do Senado aprovou nesta terça-feira parecer do senador José Jorge (PFL-PE) favorável a um projeto de lei que determina a matrícula obrigatória das crianças na 1ªsérie do Ensino Fundamental aos seis anos completos. A Lei de Diretrizes e Bases da Educação, de 1996, prevê a obrigatoriedade da matrícula apenas aos sete anos completos. O projeto deve ser examinado pelo plenário do Senado. Se aprovado, vai para sanção presidencial.

Atualmente, as escolas particulares matriculam crianças com seis anos. No entanto, as redes municipais e estaduais só aceitam os alunos aos sete anos. A modificação, se confirmada, aumentará o número de vagas que as redes terão que oferecer na primeira série.

O projeto, do ex-senador Ricardo Santos, foi modificado na Câmara em 2002 e agora aprovado pela Comissão do Senado sem novas alterações. Ele prevê a obrigatoriedade da matrícula e determina que Estados e municípios não devem diminuir os recursos por aluno – ou seja, o orçamento necessariamente teria que aumentar, e não ser redividido. O projeto não prevê, no entanto, o aumento no número de anos no ensino fundamental de oito para nove anos, como começa a ser feito em alguns Estados. Essa possibilidade também está prevista na LDB, mas cabe aos Estados decidirem ou não implantar o sistema.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Comissão aprova projeto que muda idade para ingresso escolar


30/11/2004 | 22:43


A Comissão de Educação do Senado aprovou nesta terça-feira parecer do senador José Jorge (PFL-PE) favorável a um projeto de lei que determina a matrícula obrigatória das crianças na 1ªsérie do Ensino Fundamental aos seis anos completos. A Lei de Diretrizes e Bases da Educação, de 1996, prevê a obrigatoriedade da matrícula apenas aos sete anos completos. O projeto deve ser examinado pelo plenário do Senado. Se aprovado, vai para sanção presidencial.

Atualmente, as escolas particulares matriculam crianças com seis anos. No entanto, as redes municipais e estaduais só aceitam os alunos aos sete anos. A modificação, se confirmada, aumentará o número de vagas que as redes terão que oferecer na primeira série.

O projeto, do ex-senador Ricardo Santos, foi modificado na Câmara em 2002 e agora aprovado pela Comissão do Senado sem novas alterações. Ele prevê a obrigatoriedade da matrícula e determina que Estados e municípios não devem diminuir os recursos por aluno – ou seja, o orçamento necessariamente teria que aumentar, e não ser redividido. O projeto não prevê, no entanto, o aumento no número de anos no ensino fundamental de oito para nove anos, como começa a ser feito em alguns Estados. Essa possibilidade também está prevista na LDB, mas cabe aos Estados decidirem ou não implantar o sistema.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;