Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 14 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Avião francês aterrissa na Argélia após seqüestro de 94


Da AFP

28/06/2003 | 12:00


O primeiro vôo da companhia francesa Air France desde a violenta tomada de reféns em 24 de dezembro de 1994 - que terminou com a execução de três passageiros e a morte dos quatro seqüestradores - aterrissou neste sábado na Argélia.

O vôo da Air France partiu neste sábado do aeroporto parisiense de Orly às 7h30 locais (2h30 de Brasília), e, segundo anunciou a companhia, todas as cadeiras estavam ocupadas. Neste primeiro vôo da companhia francesa em oito anos estavam o ministro francês dos Tranportes, Gilles de Robien, o diretor-geral da companhia, Jean-Cyril Spinetta, e uma delegação de empresário franceses.

Em 1994, um comando de quatro extremistas do Grupo Islâmico Armado (GIA) seqüetrou no aeroporto de Argel um Airbus A300 da Air France com 227 passageirose e 12 tripulantes a bordo.

Os seqüestradores exigiam a libertação de dois chefes da Frente Islâmica de Salvação (FIS, dissolvido). Depois da libertação de mais de 50 reféns, a execução de três pessoas e a ameaça de mais derramamento de sangue, as autoridades francesas propuseram que o avião deixasse Argel. Horas mais tarde, o aparelho aterrissou em Marselha (sul da França), com 170 reféns.

Depois de negociações fracassadas, as autoridades francesas deram a ordem do ataque. Os quatro seqüestradores morreram e os reféns foram libertados. Após o incidente, a Air France, assim como todas as companhias aéreas européias, suspendeu seus vôos para a Argélia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Avião francês aterrissa na Argélia após seqüestro de 94

Da AFP

28/06/2003 | 12:00


O primeiro vôo da companhia francesa Air France desde a violenta tomada de reféns em 24 de dezembro de 1994 - que terminou com a execução de três passageiros e a morte dos quatro seqüestradores - aterrissou neste sábado na Argélia.

O vôo da Air France partiu neste sábado do aeroporto parisiense de Orly às 7h30 locais (2h30 de Brasília), e, segundo anunciou a companhia, todas as cadeiras estavam ocupadas. Neste primeiro vôo da companhia francesa em oito anos estavam o ministro francês dos Tranportes, Gilles de Robien, o diretor-geral da companhia, Jean-Cyril Spinetta, e uma delegação de empresário franceses.

Em 1994, um comando de quatro extremistas do Grupo Islâmico Armado (GIA) seqüetrou no aeroporto de Argel um Airbus A300 da Air France com 227 passageirose e 12 tripulantes a bordo.

Os seqüestradores exigiam a libertação de dois chefes da Frente Islâmica de Salvação (FIS, dissolvido). Depois da libertação de mais de 50 reféns, a execução de três pessoas e a ameaça de mais derramamento de sangue, as autoridades francesas propuseram que o avião deixasse Argel. Horas mais tarde, o aparelho aterrissou em Marselha (sul da França), com 170 reféns.

Depois de negociações fracassadas, as autoridades francesas deram a ordem do ataque. Os quatro seqüestradores morreram e os reféns foram libertados. Após o incidente, a Air France, assim como todas as companhias aéreas européias, suspendeu seus vôos para a Argélia.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;