Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Alimentos podem reduzir em até 30% os casos de câncer


Do Diário do Grande ABC

06/06/1999 | 13:18


A adoçao de uma dieta saudável, associada a exercícios regulares, pode prevenir em até 30% todos os casos de câncer no mundo. Cerca de 3,5 milhoes de pessoas por ano evitariam a doença apenas comendo mais frutas e legumes e mantendo o peso. A estimativa é da World Cancer Research Foundation - instituiçao mundial de pesquisa do câncer - e foi divulgada esta semana num congresso sobre alimentaçao e prevençao de doenças realizado em Temper, na Finlândia.

Representantes de 36 países participaram da Conferência Internacional sobre Dieta e Prevençao do Câncer, o primeiro encontro dedicado exclusivamente à prevençao desse tipo de doença. O único pesquisador da América Latina presente foi uma professora da Esalq (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiróz), da USP, de Piracicaba, Jocelem Mastrodi Salgado, professora titular de Nutriçao Humana da Esalq. Ela participou do encontro como pesquisadora em alimentos funcionais ou nutracêuticos. O termo, que começa a ser utilizado nos países do Primeiro Mundo, indica os alimentos que contêm alguma substância capaz de trazer benefícios à saúde ou prevenir doenças.

Entrevistada via Internet, ainda na Finlândia, Jocelem disse que pretende propor a realizaçao de um congresso internacional sobre alimentaçao e saúde no Brasil. Sua proposta é que o congresso se realize no campus da USP, em Piracicaba, e que aconteça ainda no ano 2000. "Nessa área de pesquisa, o Brasil está à frente dos países em desenvolvimento. E ainda contamos com uma diversidade de solo e de clima que permite o estudo e o cultivo de grande variedade de alimentos", diz.

Entre as pesquisas apresentadas na conferência da Finlândia, várias destacavam os benefícios do licopeno na proteçao contra o câncer de próstata. O licopeno é uma substância ativa presente no tomate. Segundo uma pesquisa conduzida por Andreas Constantinou, da Universidade de Illinois (EUA), homens acima de 40 anos que consumiram 5 a 7 porçoes de tomate por semana tiveram 40% menos casos de câncer da próstata quando comparados àqueles que consumiram menos de 2 porçoes.

De um modo geral, os pesquisadores acreditam que um terço de todas as mortes por câncer se devem à adoçao de dietas alimentares inadequadas. O câncer seria um processo latente no organismo que, em determinados casos, demoraria até 20 anos para manifestar-se. Assim, quanto mais cedo a pessoa adotar uma alimentaçao correta, mais chance terá de conviver sem que o câncer se manifeste. "A partir dos 2 anos de idade, a criança já tem condiçoes de ser ensinada a comer e a gostar dos alimentos mais saudáveis", diz a pesquisadora da Esalq.

Dieta da USP - A professora Jocelem Salgado ficou conhecida como a criadora da "dieta da USP", um composto à base de proteínas vegetais que ajudaria a reduzir o peso e a manter o organismo saudável. Sua equipe do departamento de nutriçao humana da Esalq também é responsável pela criaçao de um composto alimentar para aumento de peso e recuperaçao de organismos debilitados.

Os dois produtos - classificados como funcionais - começam a ser experimentados em pesquisas que estao sendo preparadas em parceria com hospitais universitários e outras instituiçoes. O produto para perda de peso - comercializado com o nome de Sanavita - já foi testado em laboratório durante anos e teria o aval de centenas de depoimentos de pacientes.

Segundo a empresa Sanavita Indústria de Alimentos Funcionais, que passou a produzir o produto em pequena escala, pelo menos 300 mil pessoas já se beneficiaram com o uso desse composto. O produto para ganho de peso e recuperaçao de organismos debilitados - batizado de Suprinutri - já foi empregado em hospitais para diferentes tipos de pacientes. Agora começa a ser testado no Lar dos Velhinhos, uma instituiçao quase centenária de Piracicaba conhecida como a primeira cidade geriátrica do país. Também deve ser testado em crianças que nao conseguem ganhar peso. As pesquisas estao sendo feitas em parceria com a Fugesp (Fundaçao para o Estudo da Gastroenterologia e Nutriçao de Sao Paulo). Seu diretor é o titular de gastroenterologia clínica da Faculdade de Medicina da USP, professor Antonio Atílio Laundanna. Outros estudos com os produtos Sanavita e Suprinutri devem ser iniciados com grupos de pacientes que nao conseguem perder peso, que sao diabéticos ou portadores de colesterol alto, e crianças e adolescentes que têm dificuldade em ganhar peso por problemas de saúde ou maus hábitos alimentares.

Uma jornada para médicos e nutricionistas, prevista para os dias 25 e 26 de junho, em Piracicaba, deve abordar vários aspectos das causas e efeitos entre alimentaçao, saúde e doenças. Informaçoes sobre os produtos, as pesquisas e o encontro de Piracicaba podem ser obtidas pelos telefones 0800-554414 e (019) 433-8889.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Alimentos podem reduzir em até 30% os casos de câncer

Do Diário do Grande ABC

06/06/1999 | 13:18


A adoçao de uma dieta saudável, associada a exercícios regulares, pode prevenir em até 30% todos os casos de câncer no mundo. Cerca de 3,5 milhoes de pessoas por ano evitariam a doença apenas comendo mais frutas e legumes e mantendo o peso. A estimativa é da World Cancer Research Foundation - instituiçao mundial de pesquisa do câncer - e foi divulgada esta semana num congresso sobre alimentaçao e prevençao de doenças realizado em Temper, na Finlândia.

Representantes de 36 países participaram da Conferência Internacional sobre Dieta e Prevençao do Câncer, o primeiro encontro dedicado exclusivamente à prevençao desse tipo de doença. O único pesquisador da América Latina presente foi uma professora da Esalq (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiróz), da USP, de Piracicaba, Jocelem Mastrodi Salgado, professora titular de Nutriçao Humana da Esalq. Ela participou do encontro como pesquisadora em alimentos funcionais ou nutracêuticos. O termo, que começa a ser utilizado nos países do Primeiro Mundo, indica os alimentos que contêm alguma substância capaz de trazer benefícios à saúde ou prevenir doenças.

Entrevistada via Internet, ainda na Finlândia, Jocelem disse que pretende propor a realizaçao de um congresso internacional sobre alimentaçao e saúde no Brasil. Sua proposta é que o congresso se realize no campus da USP, em Piracicaba, e que aconteça ainda no ano 2000. "Nessa área de pesquisa, o Brasil está à frente dos países em desenvolvimento. E ainda contamos com uma diversidade de solo e de clima que permite o estudo e o cultivo de grande variedade de alimentos", diz.

Entre as pesquisas apresentadas na conferência da Finlândia, várias destacavam os benefícios do licopeno na proteçao contra o câncer de próstata. O licopeno é uma substância ativa presente no tomate. Segundo uma pesquisa conduzida por Andreas Constantinou, da Universidade de Illinois (EUA), homens acima de 40 anos que consumiram 5 a 7 porçoes de tomate por semana tiveram 40% menos casos de câncer da próstata quando comparados àqueles que consumiram menos de 2 porçoes.

De um modo geral, os pesquisadores acreditam que um terço de todas as mortes por câncer se devem à adoçao de dietas alimentares inadequadas. O câncer seria um processo latente no organismo que, em determinados casos, demoraria até 20 anos para manifestar-se. Assim, quanto mais cedo a pessoa adotar uma alimentaçao correta, mais chance terá de conviver sem que o câncer se manifeste. "A partir dos 2 anos de idade, a criança já tem condiçoes de ser ensinada a comer e a gostar dos alimentos mais saudáveis", diz a pesquisadora da Esalq.

Dieta da USP - A professora Jocelem Salgado ficou conhecida como a criadora da "dieta da USP", um composto à base de proteínas vegetais que ajudaria a reduzir o peso e a manter o organismo saudável. Sua equipe do departamento de nutriçao humana da Esalq também é responsável pela criaçao de um composto alimentar para aumento de peso e recuperaçao de organismos debilitados.

Os dois produtos - classificados como funcionais - começam a ser experimentados em pesquisas que estao sendo preparadas em parceria com hospitais universitários e outras instituiçoes. O produto para perda de peso - comercializado com o nome de Sanavita - já foi testado em laboratório durante anos e teria o aval de centenas de depoimentos de pacientes.

Segundo a empresa Sanavita Indústria de Alimentos Funcionais, que passou a produzir o produto em pequena escala, pelo menos 300 mil pessoas já se beneficiaram com o uso desse composto. O produto para ganho de peso e recuperaçao de organismos debilitados - batizado de Suprinutri - já foi empregado em hospitais para diferentes tipos de pacientes. Agora começa a ser testado no Lar dos Velhinhos, uma instituiçao quase centenária de Piracicaba conhecida como a primeira cidade geriátrica do país. Também deve ser testado em crianças que nao conseguem ganhar peso. As pesquisas estao sendo feitas em parceria com a Fugesp (Fundaçao para o Estudo da Gastroenterologia e Nutriçao de Sao Paulo). Seu diretor é o titular de gastroenterologia clínica da Faculdade de Medicina da USP, professor Antonio Atílio Laundanna. Outros estudos com os produtos Sanavita e Suprinutri devem ser iniciados com grupos de pacientes que nao conseguem perder peso, que sao diabéticos ou portadores de colesterol alto, e crianças e adolescentes que têm dificuldade em ganhar peso por problemas de saúde ou maus hábitos alimentares.

Uma jornada para médicos e nutricionistas, prevista para os dias 25 e 26 de junho, em Piracicaba, deve abordar vários aspectos das causas e efeitos entre alimentaçao, saúde e doenças. Informaçoes sobre os produtos, as pesquisas e o encontro de Piracicaba podem ser obtidas pelos telefones 0800-554414 e (019) 433-8889.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;