Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 25 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Explosão em forno pára produção de refinaria em S.José (SP)


Do Diário OnLine

23/10/2003 | 18:49


Um forno explodiu no final da manhã desta quinta-feira na refinaria Henrique Lage (Revap), em São José dos Campos (interior de São Paulo), provocando a paralisação de toda a produção da unidade. Uma comissão foi criada para investigar as causas da explosão. Em comunicado oficial, a Petrobras afirmou que alguns operadores (a empresa não disse quantos) sofreram ferimentos leves e foram atendidos na própria refinaria. Cerca de 400 dos 800 funcionários foram dispensados do trabalho nesta quinta à tarde.

Um trabalhador que testemunhou a explosão disse que algumas pessoas foram atingidas por estilhaços de vidro – o funcionário, que pediu anonimato, não soube precisar quantas ficaram feridas. Ele relatou que aproximadamente duas mil pessoas almoçavam no restaurante da refinaria quando aconteceu a forte explosão, registrada por volta das 11h20. Ainda de acordo com a testemunha, houve pânico entre os funcionários. "A gente não sabia o que viria atrás daquilo."

O homem contou que a explosão provocou abalos na estrutura do prédio, além de estilhaçar vidros e arrancar uma porta dos batentes. O forro de uma sala de escritório teria desabado por causa do impacto.

A Petrobras, na mesma nota oficial, afirmou que o incidente ocorreu numa das linhas do forno da unidade de produção de querosene, onde uma caldeira explodiu e provocou um incêndio. A brigada de especialistas da refinaria conseguiu controlar o fogo em cerca de 20 minutos – informação que foi confirmada pela testemunha.

A Revap, que opera desde o início da década de 80, produz diesel, gás de cozinha, querosene de aviação, gasolina e asfalto. Apesar da interrupção, a Petrobras disse que o abastecimento não será prejudicado, pois a unidade possui "estoques reguladores".

Com informações da Agência Brasil



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Explosão em forno pára produção de refinaria em S.José (SP)

Do Diário OnLine

23/10/2003 | 18:49


Um forno explodiu no final da manhã desta quinta-feira na refinaria Henrique Lage (Revap), em São José dos Campos (interior de São Paulo), provocando a paralisação de toda a produção da unidade. Uma comissão foi criada para investigar as causas da explosão. Em comunicado oficial, a Petrobras afirmou que alguns operadores (a empresa não disse quantos) sofreram ferimentos leves e foram atendidos na própria refinaria. Cerca de 400 dos 800 funcionários foram dispensados do trabalho nesta quinta à tarde.

Um trabalhador que testemunhou a explosão disse que algumas pessoas foram atingidas por estilhaços de vidro – o funcionário, que pediu anonimato, não soube precisar quantas ficaram feridas. Ele relatou que aproximadamente duas mil pessoas almoçavam no restaurante da refinaria quando aconteceu a forte explosão, registrada por volta das 11h20. Ainda de acordo com a testemunha, houve pânico entre os funcionários. "A gente não sabia o que viria atrás daquilo."

O homem contou que a explosão provocou abalos na estrutura do prédio, além de estilhaçar vidros e arrancar uma porta dos batentes. O forro de uma sala de escritório teria desabado por causa do impacto.

A Petrobras, na mesma nota oficial, afirmou que o incidente ocorreu numa das linhas do forno da unidade de produção de querosene, onde uma caldeira explodiu e provocou um incêndio. A brigada de especialistas da refinaria conseguiu controlar o fogo em cerca de 20 minutos – informação que foi confirmada pela testemunha.

A Revap, que opera desde o início da década de 80, produz diesel, gás de cozinha, querosene de aviação, gasolina e asfalto. Apesar da interrupção, a Petrobras disse que o abastecimento não será prejudicado, pois a unidade possui "estoques reguladores".

Com informações da Agência Brasil

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;