Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Prazo para adesão ao Simples acaba na sexta-feira


Bárbara Ladeia
Do Diário do Grande ABC

28/01/2009 | 07:00


Vai até sexta-feira o prazo para adesão ao Super-Simples. O regime tributário, que entrou em vigor em 2007, conta com alterações incluindo o aumento do número de atividades empresariais autorizadas.

"O mais importante é a simplificação do procedimento", afirma Lázaro Rosa da Silva, consultor tributário do Cenofisco (Centro de Orientação Fiscal). No entanto, o especialista não anima empresários que contam com uma redução nos impostos. "Não há redução da carga tributária. Em alguns casos chega até a encarecer." Entre as vantagens dos optantes pelo Simples Nacional, Silva destaca a possibilidade de uso do tribunal de pequenas causas para pessoas jurídicas.

A adesão é feita pela página da Receita Federal na internet (http://www.receita.fazenda.gov.br/). Para o cadastro é necessário que a empresa em questão tenha faturamento anual de até R$ 2,4 milhões e pertença à uma categoria autorizada. No caso de ambiguidades, poderá ser enviada uma carta especificando a atividade da empresa. Após a adesão, o pedido será avaliado e pode ser negado caso haja pendências, como o não-pagamento de impostos. "Nesse caso, se a empresa já estiver tributada sob as novas regras, terá de refazer as cobranças."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Prazo para adesão ao Simples acaba na sexta-feira

Bárbara Ladeia
Do Diário do Grande ABC

28/01/2009 | 07:00


Vai até sexta-feira o prazo para adesão ao Super-Simples. O regime tributário, que entrou em vigor em 2007, conta com alterações incluindo o aumento do número de atividades empresariais autorizadas.

"O mais importante é a simplificação do procedimento", afirma Lázaro Rosa da Silva, consultor tributário do Cenofisco (Centro de Orientação Fiscal). No entanto, o especialista não anima empresários que contam com uma redução nos impostos. "Não há redução da carga tributária. Em alguns casos chega até a encarecer." Entre as vantagens dos optantes pelo Simples Nacional, Silva destaca a possibilidade de uso do tribunal de pequenas causas para pessoas jurídicas.

A adesão é feita pela página da Receita Federal na internet (http://www.receita.fazenda.gov.br/). Para o cadastro é necessário que a empresa em questão tenha faturamento anual de até R$ 2,4 milhões e pertença à uma categoria autorizada. No caso de ambiguidades, poderá ser enviada uma carta especificando a atividade da empresa. Após a adesão, o pedido será avaliado e pode ser negado caso haja pendências, como o não-pagamento de impostos. "Nesse caso, se a empresa já estiver tributada sob as novas regras, terá de refazer as cobranças."

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;