Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 17 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

PMDB foca Aloysio Nunes


Jessica Cavalheiro
Do Diário do Grande ABC

07/09/2010 | 07:09


A executiva estadual do PMDB se reuniu ontem para deliberar o apoio a Aloysio Nunes (PSDB), com a desistência de Orestes Quércia (PMDB), que concorria a uma das vagas ao Senado. Em troca, uma recomposição na chapa trocará o suplente de Aloysio, Sidney Beraldo (PSDB), pelo secretário-geral do PMDB paulista, Airton Sandoval.

"Esse foi um pedido de Quércia e a partir de amanhã (hoje) o partido estará convocando todas as executivas do partido para reunião que deve acontecer ainda nessa semana", afirmou a vereadora de Diadema Cida Ferreira (PMDB), presidente estadual do PMDB mulher, que participou do encontro.

O apoio de Quércia ainda dá a Aloysio mais tempo no horário eleitoral - a partir de agora, o tucano terá cinco minutos.

Orestes Quércia renunciou ontem à sua candidatura pela necessidade de se submeter a tratamento médico em virtude de tumor na próstata que havia sido tratado há mais de dez anos. "Comunico com a dificuldade que é comunicar essa decisão, tomada em conjunto com minha mulher e meus filhos de renunciar à minha candidatura ao Senado. Entendo que essa atitude, nesse momento, apesar de difícil, é a mais correta a bem dos interesses da coligação, do meu partido, do meu Estado e meu interesse em recuperar minha saúde", disse Quércia em carta divulgada.

Candidatos da região do Grande ABC pelo PMDB se solidarizaram com a decisão do peemedebista e afirmaram acatar a definição do partido.

O vereador de São Bernardo Tunico Vieira (PMDB), candidato a deputado estadual e amigo de Quércia, diz que primeiramente a preocupação é quanto à saúde do ex-governador. "Estamos torcendo para o restabelecimento dele, nossa preocupação não deixa de ser com a saúde. Tanto porque, ele precisa estar disposto para discutir essa questão de apoio eleitoral", afirmou Tunico, ao avaliar Quércia como um candidato "insubstituível". "Mas acredito que o partido tomará a melhor decisão e o eleitorado de Quércia será fiel e migrará seus votos ao outro candidato."

A deputada federal Vanessa Damo (PMDB), que busca reeleição, lamenta a saída de Quércia, mas apoia sua decisão. "É uma pessoa experiente e gostaria que ele continuasse, mas sou solidária quanto à saúde dele e acredito que ele fez a opção correta."

Para a peemedebista, não será um problema transferir votos de Quércia para Aloysio, já que, segundo ela, "o eleitor de um é eleitor do outro e os votos já estavam colados." "Nós já estávamos fazendo um trabalho de pedir votos para os dois candidatos. Com o horário eleitoral maior para Aloysio, acredito que ele tem grandes chances de subir nas pesquisas", avaliou.

Na última pesquisa divulgada pelo Ibope, no fim de semana, Quércia tinha 23% das intenções de voto, atrás de Marta Suplicy (PT) com 36%, e de Netinho (PCdoB) com 26%. Já Aloysio Nunes aparece em quinto lugar, com 12%, atrás do senador Romeu Tuma (PTB), que disputa a reeleição e conta com 13%.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;