Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Vereador mais votado quer parceria com academia

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Gustavo Pinchiaro
Do Diário do Grande ABC

19/11/2012 | 07:00


Vereador eleito mais votado de São Caetano e com uma das campanhas mais ricas da região, Beto Vidoski (PSDB) pretende reivindicar ao prefeito eleito, Paulo Pinheiro (PMDB), parcerias da Prefeitura com academias da cidade. A intenção dele é utilizar horários ociosos dos locais e oferecer o serviço ao cidadão como auxiliar de saúde. "Serve para quem tem pressão alta, diabetes e uma séria de complicações de saúde que podem ser tratadas com exercícios físicos."

A intenção de Vidoski é que o projeto seja feito nos moldes de convênio com escolas de língua estrangeira, que o Paço oferece a estudantes da rede municipal de Educação. "O custo mensal não é elevado. Acho um erro criar uma academia municipal, porque depois ela fica obsoleta. Poderíamos dar espécie de cartão para os munícipes interessados", explicou. O horário de utilização dos serviços seria das 7h às 18h. "É um horário em que as academias não estão cheias. Depois disso, o pessoal que chega do trabalho começa a usar a academia."

Consciente de que o projeto não poderia ser criado por um parlamentar por gerar custos aos cofres públicos, o tucano não quer resumir a ideia a uma "simples" indicação ao prefeito. "É preciso um debate amplo antes de colocar o projeto no papel. Queremos conversar com donos de academias e com as pessoas para saber o que eles acham. Quero apresentar um estudo de impacto para o prefeito."

O tucano obteve 3.026 votos na eleição e foi eleito o mais votado colocando o PSDB no hall dos partidos com mandato eletivo na cidade. Em 1º de janeiro será ele quem assumirá a presidência da Câmara para dar posse a Pinheiro e prosseguir com a eleição para o presidente da Casa para os próximos dois anos. Outro dado peculiar de Vidoski é a declaração de bens que soma R$ 7,056 milhões.

POSTURA

Vidoski projeta ter boa relação com o futuro prefeito e integrar a base de sustentação na Câmara. "Eu falo com a pessoa Paulo Pinheiro e não com o prefeito. Sou amigo dos três filhos dele e tenho amizade com a família. Vamos ajudar o governo, mas não vou me restringir de fazer críticas", pontuou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vereador mais votado quer parceria com academia

Gustavo Pinchiaro
Do Diário do Grande ABC

19/11/2012 | 07:00


Vereador eleito mais votado de São Caetano e com uma das campanhas mais ricas da região, Beto Vidoski (PSDB) pretende reivindicar ao prefeito eleito, Paulo Pinheiro (PMDB), parcerias da Prefeitura com academias da cidade. A intenção dele é utilizar horários ociosos dos locais e oferecer o serviço ao cidadão como auxiliar de saúde. "Serve para quem tem pressão alta, diabetes e uma séria de complicações de saúde que podem ser tratadas com exercícios físicos."

A intenção de Vidoski é que o projeto seja feito nos moldes de convênio com escolas de língua estrangeira, que o Paço oferece a estudantes da rede municipal de Educação. "O custo mensal não é elevado. Acho um erro criar uma academia municipal, porque depois ela fica obsoleta. Poderíamos dar espécie de cartão para os munícipes interessados", explicou. O horário de utilização dos serviços seria das 7h às 18h. "É um horário em que as academias não estão cheias. Depois disso, o pessoal que chega do trabalho começa a usar a academia."

Consciente de que o projeto não poderia ser criado por um parlamentar por gerar custos aos cofres públicos, o tucano não quer resumir a ideia a uma "simples" indicação ao prefeito. "É preciso um debate amplo antes de colocar o projeto no papel. Queremos conversar com donos de academias e com as pessoas para saber o que eles acham. Quero apresentar um estudo de impacto para o prefeito."

O tucano obteve 3.026 votos na eleição e foi eleito o mais votado colocando o PSDB no hall dos partidos com mandato eletivo na cidade. Em 1º de janeiro será ele quem assumirá a presidência da Câmara para dar posse a Pinheiro e prosseguir com a eleição para o presidente da Casa para os próximos dois anos. Outro dado peculiar de Vidoski é a declaração de bens que soma R$ 7,056 milhões.

POSTURA

Vidoski projeta ter boa relação com o futuro prefeito e integrar a base de sustentação na Câmara. "Eu falo com a pessoa Paulo Pinheiro e não com o prefeito. Sou amigo dos três filhos dele e tenho amizade com a família. Vamos ajudar o governo, mas não vou me restringir de fazer críticas", pontuou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;