Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

IBGE: 7,2 mi de estudantes não tiveram atividade escolar na 4ª semana de agosto



18/09/2020 | 10:06


Na quarta semana de agosto, o Brasil tinha cerca de 45,6 milhões de estudantes que frequentavam escolas ou universidades, mas 7,2 milhões deles (15,8% do total) não tiveram atividades escolares. O resultado representa uma ligeira melhora em relação à semana anterior, quando 7,3 milhões de estudantes (15,9%) não tiveram atividades educacionais.

Entre os 37,4 milhões de estudantes que tiveram atividades escolares na quarta semana de agosto, 24,8 milhões (66,3% deles) tiveram atividades em cinco dias da semana.

A Pnad Covid-19 mostrou ainda que aproximadamente 88,6 milhões de pessoas ficaram em casa e só saíram por necessidade básica na quarta semana de agosto, o equivalente a 41,9% da população. O resultado representa cerca de um milhão de pessoas a mais em distanciamento social em apenas uma semana.

Por outro lado, a parcela da população que ficou rigorosamente isolada somou 38,9 milhões na quarta semana de agosto, 2,7 milhões de pessoas a menos em isolamento social em apenas uma semana.

Outros 5 milhões disseram que não adotaram qualquer tipo de restrição de contato na quarta semana de agosto, 500 mil pessoas a mais nessa condição que na semana anterior.

Uma fatia de 77,1 milhões de pessoas declarou ter reduzido o contato social, mas continuaram saindo de casa ou recebendo visitas, 700 mil a mais que na semana anterior.

Na semana de 23 a 29 de agosto, 11,3 milhões de pessoas, o equivalente a 5,3% da população brasileira, apresentavam pelo menos um dos 12 sintomas associados à síndrome gripal investigados pela pesquisa: febre, tosse, dor de garganta, dificuldade para respirar, dor de cabeça, dor no peito, náusea, nariz entupido ou escorrendo, fadiga, dor nos olhos, perda de olfato ou paladar e dor muscular.

Cerca de 2,6 milhões de pessoas procuraram estabelecimento de saúde em busca de atendimento. Entre os que procuraram atendimento em hospital, 121 mil (15,2%) foram internados.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

IBGE: 7,2 mi de estudantes não tiveram atividade escolar na 4ª semana de agosto


18/09/2020 | 10:06


Na quarta semana de agosto, o Brasil tinha cerca de 45,6 milhões de estudantes que frequentavam escolas ou universidades, mas 7,2 milhões deles (15,8% do total) não tiveram atividades escolares. O resultado representa uma ligeira melhora em relação à semana anterior, quando 7,3 milhões de estudantes (15,9%) não tiveram atividades educacionais.

Entre os 37,4 milhões de estudantes que tiveram atividades escolares na quarta semana de agosto, 24,8 milhões (66,3% deles) tiveram atividades em cinco dias da semana.

A Pnad Covid-19 mostrou ainda que aproximadamente 88,6 milhões de pessoas ficaram em casa e só saíram por necessidade básica na quarta semana de agosto, o equivalente a 41,9% da população. O resultado representa cerca de um milhão de pessoas a mais em distanciamento social em apenas uma semana.

Por outro lado, a parcela da população que ficou rigorosamente isolada somou 38,9 milhões na quarta semana de agosto, 2,7 milhões de pessoas a menos em isolamento social em apenas uma semana.

Outros 5 milhões disseram que não adotaram qualquer tipo de restrição de contato na quarta semana de agosto, 500 mil pessoas a mais nessa condição que na semana anterior.

Uma fatia de 77,1 milhões de pessoas declarou ter reduzido o contato social, mas continuaram saindo de casa ou recebendo visitas, 700 mil a mais que na semana anterior.

Na semana de 23 a 29 de agosto, 11,3 milhões de pessoas, o equivalente a 5,3% da população brasileira, apresentavam pelo menos um dos 12 sintomas associados à síndrome gripal investigados pela pesquisa: febre, tosse, dor de garganta, dificuldade para respirar, dor de cabeça, dor no peito, náusea, nariz entupido ou escorrendo, fadiga, dor nos olhos, perda de olfato ou paladar e dor muscular.

Cerca de 2,6 milhões de pessoas procuraram estabelecimento de saúde em busca de atendimento. Entre os que procuraram atendimento em hospital, 121 mil (15,2%) foram internados.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;