Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Por dia, 26 carros são furtados na região

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Em outubro, foram registrados 819 casos do tipo no Grande ABC; indicador teve alta de 2,76% em relação ao mesmo período de 2016, segundo SSP


DANIEL MACÁRIO
Do Diário do Grande ABC

28/11/2017 | 07:00


Municípios do Grande ABC registraram no mês passado média de 26 furtos de veículos por dia. Os dados integram levantamento divulgado ontem pela SSP (Secretaria da Segurança Pública) de São Paulo.

De acordo com as estatísticas, em outubro, a região teve alta de 2,76% no número de ocorrências do tipo. Ao todo, foram 819 casos no mês passado, contra 797 no mesmo período de 2016.

Com exceção de Santo André, que teve queda de 16,76% na quantidade de casos de furtos de veículos, todos os demais municípios apresentaram alta no indicador. O destaque negativo ficou por conta de Diadema, onde o crescimento foi de 56,16%. Na cidade, a quantidade de ocorrências passou de 73 para 114 em intervalo de um ano (veja dados completos ao lado).

Alvo de operações especiais da Polícia Militar na região, como a Força Total, Força Metropolitana e Cavalo de Aço, o furto de veículos tem crescido no Grande ABC, em especial em áreas comerciais e vias importantes, como é o caso da Avenida dos Estados, conforme noticiado no mês passado pelo Diário.

Segundo a Polícia Militar, esse tipo de ocorrência tem ganhado atenção especial da corporação. No mês passado, ações de seus batalhões resultaram na recuperação de 529 veículos na região. No acumulado do ano, este número já chega a 5.335 automóveis devolvidos aos seus proprietários.

Assim como ocorreu em setembro, municípios da região também tiveram alta no número de casos de furtos em geral no mês passado. Desta vez, houve crescimento de 2,04% – passou de 1.965 para 2.005. Na Capital, a alta foi de 4,37%, enquanto no Estado houve recuo de 0,08%.

Demais índices criminais analisados pela Secretaria de Segurança Pública, por sua vez, apresentaram queda na região, como é o caso do número de vítimas de homicídios, que em outubro caiu de 17 para 12, em comparação ao mesmo período de 2016.

O número de roubos de veículos também teve queda de 17,47% no mês passado. Com exceção de São Caetano, onde houve aumento de 16% de casos, todos os demais municípios apresentaram queda nos índices. 

Roubo em geral foi outro indicador com redução de casos. Os números passaram de 2.496 para 2.137.

Em nota, o comando da Polícia Militar da região destaca ainda a queda de 50% no número de latrocínios na região, resultado obtido, segundo a corporação, por meio de uma estratégia “concentrada no combate aos roubos, tendo em vista que o latrocínio começa com um roubo”. 

O trabalho da Polícia Militar, nesse caso, estaria concentrado na “realização constante de abordagens a carros, motocicletas e indivíduos em atitude suspeita, independentemente de solicitação de órgãos públicos ou privados”. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Por dia, 26 carros são furtados na região

Em outubro, foram registrados 819 casos do tipo no Grande ABC; indicador teve alta de 2,76% em relação ao mesmo período de 2016, segundo SSP

DANIEL MACÁRIO
Do Diário do Grande ABC

28/11/2017 | 07:00


Municípios do Grande ABC registraram no mês passado média de 26 furtos de veículos por dia. Os dados integram levantamento divulgado ontem pela SSP (Secretaria da Segurança Pública) de São Paulo.

De acordo com as estatísticas, em outubro, a região teve alta de 2,76% no número de ocorrências do tipo. Ao todo, foram 819 casos no mês passado, contra 797 no mesmo período de 2016.

Com exceção de Santo André, que teve queda de 16,76% na quantidade de casos de furtos de veículos, todos os demais municípios apresentaram alta no indicador. O destaque negativo ficou por conta de Diadema, onde o crescimento foi de 56,16%. Na cidade, a quantidade de ocorrências passou de 73 para 114 em intervalo de um ano (veja dados completos ao lado).

Alvo de operações especiais da Polícia Militar na região, como a Força Total, Força Metropolitana e Cavalo de Aço, o furto de veículos tem crescido no Grande ABC, em especial em áreas comerciais e vias importantes, como é o caso da Avenida dos Estados, conforme noticiado no mês passado pelo Diário.

Segundo a Polícia Militar, esse tipo de ocorrência tem ganhado atenção especial da corporação. No mês passado, ações de seus batalhões resultaram na recuperação de 529 veículos na região. No acumulado do ano, este número já chega a 5.335 automóveis devolvidos aos seus proprietários.

Assim como ocorreu em setembro, municípios da região também tiveram alta no número de casos de furtos em geral no mês passado. Desta vez, houve crescimento de 2,04% – passou de 1.965 para 2.005. Na Capital, a alta foi de 4,37%, enquanto no Estado houve recuo de 0,08%.

Demais índices criminais analisados pela Secretaria de Segurança Pública, por sua vez, apresentaram queda na região, como é o caso do número de vítimas de homicídios, que em outubro caiu de 17 para 12, em comparação ao mesmo período de 2016.

O número de roubos de veículos também teve queda de 17,47% no mês passado. Com exceção de São Caetano, onde houve aumento de 16% de casos, todos os demais municípios apresentaram queda nos índices. 

Roubo em geral foi outro indicador com redução de casos. Os números passaram de 2.496 para 2.137.

Em nota, o comando da Polícia Militar da região destaca ainda a queda de 50% no número de latrocínios na região, resultado obtido, segundo a corporação, por meio de uma estratégia “concentrada no combate aos roubos, tendo em vista que o latrocínio começa com um roubo”. 

O trabalho da Polícia Militar, nesse caso, estaria concentrado na “realização constante de abordagens a carros, motocicletas e indivíduos em atitude suspeita, independentemente de solicitação de órgãos públicos ou privados”. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;