Fechar
Publicidade

Sábado, 25 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

SDE sugere à Anatel maior concorrência na banda larga



26/03/2010 | 07:00


A SDE (Secretaria de Direito Econômico) do Ministério da Justiça sugeriu à Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) que estimule a entrada de novas empresas no mercado de banda larga em lugares onde haja apenas uma prestadora dos serviços. A ideia é incrementar a concorrência e beneficiar o consumidor. Para a secretaria, a Anatel deveria conceder mais licenças. A SDE decidiu também encaminhar ao Ministério Público Federal a nota técnica sobre o assunto para contribuir com a investigação da Procuradoria.

A sugestão da SDE, publicada ontem no Diário Oficial da União, surgiu de denúncia da Telcomp (Associação Brasileira das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações Competitivas) contra a Oi e a Telefônica. As empresas foram acusadas de aumentar o preço dos serviços de banda larga em locais onde atuam sozinhas.

Apesar da recomendação, a secretaria optou por arquivar a investigação sobre o assunto por não configurar infração à ordem econômica. "A SDE entendeu que a cobrança não fere o livre mercado, pois as empresas estão agindo de forma racional diante das pressões competitivas diferenciadas - onde há mais concorrência, os preços serão naturalmente mais baixos", disse em nota.

Para a SDE, a medida propiciará "ganhos para a sociedade, uma vez que haveria estímulo aos agentes econômicos tanto para a cobrança de preços mais baixos quanto para a prestação de serviços com melhor qualidade".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

SDE sugere à Anatel maior concorrência na banda larga


26/03/2010 | 07:00


A SDE (Secretaria de Direito Econômico) do Ministério da Justiça sugeriu à Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) que estimule a entrada de novas empresas no mercado de banda larga em lugares onde haja apenas uma prestadora dos serviços. A ideia é incrementar a concorrência e beneficiar o consumidor. Para a secretaria, a Anatel deveria conceder mais licenças. A SDE decidiu também encaminhar ao Ministério Público Federal a nota técnica sobre o assunto para contribuir com a investigação da Procuradoria.

A sugestão da SDE, publicada ontem no Diário Oficial da União, surgiu de denúncia da Telcomp (Associação Brasileira das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações Competitivas) contra a Oi e a Telefônica. As empresas foram acusadas de aumentar o preço dos serviços de banda larga em locais onde atuam sozinhas.

Apesar da recomendação, a secretaria optou por arquivar a investigação sobre o assunto por não configurar infração à ordem econômica. "A SDE entendeu que a cobrança não fere o livre mercado, pois as empresas estão agindo de forma racional diante das pressões competitivas diferenciadas - onde há mais concorrência, os preços serão naturalmente mais baixos", disse em nota.

Para a SDE, a medida propiciará "ganhos para a sociedade, uma vez que haveria estímulo aos agentes econômicos tanto para a cobrança de preços mais baixos quanto para a prestação de serviços com melhor qualidade".

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;