Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 26 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Ex-PM acusado de assalto no Pará é preso


Do Diário OnLine

28/02/2003 | 14:54


O ex-policial militar Fábio Nogueira foi preso nesta sexta-feira em Barcarena, a 40 quilômetros de Belém. Ele é acusado de estar envolvido no assalto a banco ocorrido na quinta em Tucuruí, no Sul do Pará. Outros dois assaltantes já foram identificados pela polícia, mas não foram presos.

Armados com fuzis AR-15 e metralhadoras, armamento de uso exclusivo das Forças Armadas, assaltantes provocaram pânico em uma agência bancária de Tucuruí, na tarde de quinta-feira.

Durante 40 minutos, os bandidos mantiveram funcionários e clientes da agência reféns. A polícia tentou negociar a rendição dos criminosos, sem sucesso. Usando os reféns como escudos, os assaltantes deixaram a agência atirando e fugiram em duas caminhonetes. O policial Agripino José de Souza foi morto e outros dois ficaram feridos no tiroteio.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ex-PM acusado de assalto no Pará é preso

Do Diário OnLine

28/02/2003 | 14:54


O ex-policial militar Fábio Nogueira foi preso nesta sexta-feira em Barcarena, a 40 quilômetros de Belém. Ele é acusado de estar envolvido no assalto a banco ocorrido na quinta em Tucuruí, no Sul do Pará. Outros dois assaltantes já foram identificados pela polícia, mas não foram presos.

Armados com fuzis AR-15 e metralhadoras, armamento de uso exclusivo das Forças Armadas, assaltantes provocaram pânico em uma agência bancária de Tucuruí, na tarde de quinta-feira.

Durante 40 minutos, os bandidos mantiveram funcionários e clientes da agência reféns. A polícia tentou negociar a rendição dos criminosos, sem sucesso. Usando os reféns como escudos, os assaltantes deixaram a agência atirando e fugiram em duas caminhonetes. O policial Agripino José de Souza foi morto e outros dois ficaram feridos no tiroteio.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;