Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Canela, a vizinha charmosa

Claudinei Plaza/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Em menos de meia hora é possível chegar a um dos principais destinos turísticos do Sul


Miriam Gimenes

10/12/2015 | 07:00


É impossível ir às Serras Gaúchas e não aproveitar os dias para conhecer o máximo que puder das cidades que a compõem. E, para aqueles que estiverem hospedados em Gramado, vale reservar um dia, pelo menos, para dar um pulinho na vizinha Canela.

É lá onde está a majestosa Catedral de Pedra, cuja padroeira é Nossa Senhora de Lourdes. Trata-se de construção em estilo gótico inglês que foi eleita uma das Sete Maravilhas do Brasil em 2010. Mas prepare-se: antes de entrar no ‘templo sagrado’ terá de se deparar com uma bruxa disposta até a tirar fotos. É que do lado direito da igreja há um restaurante chamado Toca da Bruxa e a mesma trata de chamar os transeuntes para a refeição. Não tão grandiosa como Gramado, mas também bonita, a cidade é repleta de lojinhas de roupas, decoração e calçados, além de estar repleta de enfeites natalinos.

Ao voltar para Gramado, vale dar uma parada para conhecer o Castelinho Caracol, que está a quatro quilômetros do centro de Canela. Além do local ser uma construção belíssima do início do século, onde funciona hoje um bistrô e restaurante, exala um delicioso cheiro de canela, que deixa qualquer um com água na boca.

TRADIÇÃO
Uma das tradições para quem visita o Rio Grande do Sul é experimentar o famoso café colonial. Vale alertar, no entanto, que não se trata de um simples desjejum. É uma mesa farta, que serve bem pelo menos seis pessoas. E, no espaço entre Gramado e Canela, existem várias opções.

Uma delas é o Bela Vista Café Colonial (Av. das Hortênsias, 4.665). Ele foi o primeiro a instituir este estilo de refeição no País, fundado em 1973. Lá, pelo menos 80 itens são servidos – tem quatro tipos de geleia, pães, tortas, bolos doces e salgados, salgadinhos, frango e até carne de porco –, além de bebidas variadas. A dica é ir na hora do almoço e com bastante fome. O preço por pessoa é R$ 68.

Natureza real e artificial se unem para atrair turistas
Está preparado para andar até perder o fôlego? Então aventure-se a conhecer, de perto, a famosa Cascata do Caracol, que fica dentro do parque que leva o mesmo nome. Para chegar aos seus pés, literalmente, é necessário encarar 927 degraus. A vista, no entanto, faz valer cada passada. Uma maravilha da natureza.

Mas para aqueles que não estão dispostos a tanto esforço – e estão com crianças de colo –, podem desfrutar sua beleza do mirante ou da torre de 30 metros, que dá uma visão 360 graus do local.
O parque também tem trilhas, churrasqueiras e restaurante com comida muito boa a R$ 32 por pessoa.

FRIO
A natureza se encarregou das belezas de lá, mas não produz neve o ano todo. Sem problemas. O Snowland, parque com 16 mil metros quadrados que está a caminho de Canela, dá conta do recado: 8,1 mil deles são repletos de flocos de gelo. Um dos destaques é a montanha de neve (onde dá para esquiar, praticar snowboard, descer no tubing, brincar no bumper car, entre outras coisas). Os ingressos custam até 10 de janeiro R$ 149 (adultos) e R$ 99 (crianças de 4 a 11 anos).



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;