Fechar
Publicidade

Domingo, 8 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Liminar obriga comerciante a tirar site sobre Alckmin do ar


Teresa Pimenta
Do Diário do Grande ABC

10/09/2005 | 07:36


O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) concedeu liminar ao governador Geraldo Alckmin (PSDB) em representação contra o comerciante de Santo André, Carlos Donizete de Freitas, que criou um site com campanha de Alckmin à Presidência. Segundo decisão do ministro Caputo Bastos, o conteúdo deve ser retirado da rede. O governador alegou que o site foi criado sem sua autorização.

\r\n\r\n

A decisão do TSE será encaminhada ao Ministério Público Eleitoral que sejam estudadas possíveis punições ao comerciante. Como não houve denúncia na Justiça Comum, Freitas não deve, por enquanto, ser penalizado por uso indevido de imagem ou danos morais. O advogado do governador, Ricardo Penteado, não quis dizer se haverá outra ação contra Freitas.

\r\n
\r\n
\r\n
\r\n
\r\n
\r\n
\r\n\r\n\r\n\r\n",0]);D(["ce"]);D(["ms","1bc"]);//-->

Freitas admitiu que estava fazendo campanha de Alckmin, mas alegou que não conhece o governador, nem queria prejudicá-lo. Além de criar o site, o dono de uma loja de material elétrico no Centro de Santo André registrou quatro domínios de internet com variações do nome do governador e a palavra "presidente".

A decisão do TSE será encaminhada ao Ministério Público Eleitoral que sejam estudadas possíveis punições ao comerciante. Como não houve denúncia na Justiça Comum, Freitas não deve, por enquanto, ser penalizado por uso indevido de imagem ou danos morais. O advogado do governador, Ricardo Penteado, não quis dizer se haverá outra ação contra Freitas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Liminar obriga comerciante a tirar site sobre Alckmin do ar

Teresa Pimenta
Do Diário do Grande ABC

10/09/2005 | 07:36


O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) concedeu liminar ao governador Geraldo Alckmin (PSDB) em representação contra o comerciante de Santo André, Carlos Donizete de Freitas, que criou um site com campanha de Alckmin à Presidência. Segundo decisão do ministro Caputo Bastos, o conteúdo deve ser retirado da rede. O governador alegou que o site foi criado sem sua autorização.

\r\n\r\n

A decisão do TSE será encaminhada ao Ministério Público Eleitoral que sejam estudadas possíveis punições ao comerciante. Como não houve denúncia na Justiça Comum, Freitas não deve, por enquanto, ser penalizado por uso indevido de imagem ou danos morais. O advogado do governador, Ricardo Penteado, não quis dizer se haverá outra ação contra Freitas.

\r\n
\r\n
\r\n
\r\n
\r\n
\r\n
\r\n\r\n\r\n\r\n",0]);D(["ce"]);D(["ms","1bc"]);//-->

Freitas admitiu que estava fazendo campanha de Alckmin, mas alegou que não conhece o governador, nem queria prejudicá-lo. Além de criar o site, o dono de uma loja de material elétrico no Centro de Santo André registrou quatro domínios de internet com variações do nome do governador e a palavra "presidente".

A decisão do TSE será encaminhada ao Ministério Público Eleitoral que sejam estudadas possíveis punições ao comerciante. Como não houve denúncia na Justiça Comum, Freitas não deve, por enquanto, ser penalizado por uso indevido de imagem ou danos morais. O advogado do governador, Ricardo Penteado, não quis dizer se haverá outra ação contra Freitas.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;