Fechar
Publicidade

Sábado, 22 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Repasses federais à região somam R$ 8 mi

Deste montante, 93,4% foram destinados às prefeituras de Santo André e de Diadema


Leandro Baldini
Da Sucursal de Diadema

08/06/2008 | 07:04


Nos primeiros cinco meses deste ano, o governo federal repassou para as prefeituras do Grande ABC a quantia de R$ 8,4 milhões em recursos referentes a convênios assinados.

Deste montante, 93,4% foram destinados às prefeituras de Santo André e de Diadema. A administração do prefeito andreense João Avamileno (PT) levou vantagem, ao receber R$ 4,2 milhões (50% do valor total).

Já o Executivo de Diadema, comandado por José de Filippi Júnior (PT), recebeu a fatia de R$ 3,6 milhões ou 43,02% do valor repassado à região.

Na seqüência, aparece a Prefeitura de São Bernardo. O prefeito William Dib (PSB) registrou neste ano o recebimento de R$ 409,2 mil (4,87%).

Completam a tabela, as administrações de Ribeirão Pires, do prefeito Clóvis Volpi (PV), com R$ 133 mil (1,35%) e a de Mauá, comandada por Leonel Damo (PV), que computou a entrada de R$ 29,7 mil (0,35%).

Os municípios de São Caetano e Rio Grande da Serra, dos prefeitos José Auricchio Júnior (PTB) e Adler Kiko Teixeira (PSDB), respectivamente, não receberam recursos.

Procurado, o Ministério da Casa Civil não se pronunciou sobre os critérios utilizados para a viabilização dos recursos.

No entanto, algumas administrações têm dificuldades em garantir a chegada de recursos por não entender o teor do trâmite administrativo. Assim, apostam em emendas parlamentares para reforçar suas ações de investimento em vez de investir na elaboração de projetos.

JUSTIFICATIVAS
Para o campeão de recebimento, o prefeito João Avamileno (PT), a cidade está adiantada nesta questão. "Temos projetos que regem a cartilha dos critérios. Não acredito que estamos na frente pela questão partidária", explica Avamileno, citando como exemplo a chegada de R$ 2,7 milhões para a construção do Viaduto Cassaqüera, previsto para ser concluído no próximo dia 21. O valor do convênio com a União para esse item é de R$ 4, 7 milhões.

Por nota, a Prefeitura de Diadema diz que o montante recebido "refere-se em sua totalidade a convênios firmados entre 2004 e 2007. A maior referência, cerca de R$ 2,6 milhões, diz respeito ao projeto de criação do Quarteirão da Saúde, assinado em 2005 com o Ministério da Saúde".

Já o prefeito de São Bernardo, William Dib (PSB), ironiza os resultados dos repasses. "Provavelmente, esse número enviado à cidade é o que eles arrecadam aqui com impostos. No entanto acho que não é um problema partidário, apenas uma coincidência", disse.

Segundo o prefeito de Rio Grande da Serra, Adler Kiko Teixeira (PSDB), o município não conseguiu recursos por esbarrar na burocracia. Além disso, o chefe do Executivo destaca que a cidade sofre para receber as emendas parlamentares. "Sempre sou informado que há contingenciamento. Com isso, trabalho com os recursos da própria cidade e com os repasses do governo estadual", explica.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;