Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Conselho de Saúde quer que Instituto Adolfo Lutz seja investigado


Do Diário OnLine

19/09/2006 | 10:54


O Conselho Municipal de Saúde de São José do Rio Preto, interior de São Paulo, protocolou nesta segunda-feira, no Ministério Público, uma representação para que a unidade do Instituto Adolfo Lutz do município seja investigada.

A instituição perdeu 1.767 amostras de sangue que seriam examinadas na averiguação de possíveis casos de dengue. As amostras estariam guardadas em um refrigerador do instituto.

O Conselho também acusa o Adolfo Lutz de atrasar em mais de 60 dias a entrega de exames como CD4 e carga viral para portadores de HIV, e outros exames de hepatites B e C.

Em nota, o instituto afirmou que a perda das amostras de sangue foi ocasionada por um problema de energia elétrica. Quanto ao atraso dos exames, o Adolfo Lutz declarou que os contratos de alguns profissionais da unidade venceram, e que por isso os exames estão sendo feitos em São Paulo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Conselho de Saúde quer que Instituto Adolfo Lutz seja investigado

Do Diário OnLine

19/09/2006 | 10:54


O Conselho Municipal de Saúde de São José do Rio Preto, interior de São Paulo, protocolou nesta segunda-feira, no Ministério Público, uma representação para que a unidade do Instituto Adolfo Lutz do município seja investigada.

A instituição perdeu 1.767 amostras de sangue que seriam examinadas na averiguação de possíveis casos de dengue. As amostras estariam guardadas em um refrigerador do instituto.

O Conselho também acusa o Adolfo Lutz de atrasar em mais de 60 dias a entrega de exames como CD4 e carga viral para portadores de HIV, e outros exames de hepatites B e C.

Em nota, o instituto afirmou que a perda das amostras de sangue foi ocasionada por um problema de energia elétrica. Quanto ao atraso dos exames, o Adolfo Lutz declarou que os contratos de alguns profissionais da unidade venceram, e que por isso os exames estão sendo feitos em São Paulo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;