Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Convidados começam a chegar ao 'casamento do século'



29/04/2011 | 05:03


Os convidados para o casamento do príncipe William e Kate Middleton começaram a chegar após as 8h30 locais (cerca de 4h30 em Brasília) e as portas da abadia de Westminster foram abertas por volta das 8h, no horário local, ou seja, três horas antes da cerimônia. Dentre os cerca de 1.900 convidados há duas ausências marcantes: a dos ex-primeiros-ministros trabalhistas Tony Blair e Gordon Brown. Políticos de todo o mundo mostraram-se surpresos com a decisão dos noivos de excluir os dois nomes, uma vez que integram a lista de convidados dois predecessores conservadores: Margaret Thatcher e John Major, além do atual primeiro-ministro, David Cameron, também conservador. Fontes trabalhistas citadas pelo jornal "Daily Mail" acusam a Família Real de promover uma "ofensa gratuita" com essas exclusões, e assinalaram que o governo atual deveria ter advertido ao Palácio que a controvérsia política não deveria se fazer presente neste momento.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Convidados começam a chegar ao 'casamento do século'


29/04/2011 | 05:03


Os convidados para o casamento do príncipe William e Kate Middleton começaram a chegar após as 8h30 locais (cerca de 4h30 em Brasília) e as portas da abadia de Westminster foram abertas por volta das 8h, no horário local, ou seja, três horas antes da cerimônia. Dentre os cerca de 1.900 convidados há duas ausências marcantes: a dos ex-primeiros-ministros trabalhistas Tony Blair e Gordon Brown. Políticos de todo o mundo mostraram-se surpresos com a decisão dos noivos de excluir os dois nomes, uma vez que integram a lista de convidados dois predecessores conservadores: Margaret Thatcher e John Major, além do atual primeiro-ministro, David Cameron, também conservador. Fontes trabalhistas citadas pelo jornal "Daily Mail" acusam a Família Real de promover uma "ofensa gratuita" com essas exclusões, e assinalaram que o governo atual deveria ter advertido ao Palácio que a controvérsia política não deveria se fazer presente neste momento.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;