Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 26 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Guris se apresentam no palco do Municipal de Sto.André


Daniella Grinbergas
Especial para o Diário

07/04/2005 | 12:08


Como parte das comemorações de aniversário de Santo André, o Núcleo Pólo Santo André Pirelli, que integra o Projeto Guri, toca nesta quinta-feira, às 20h, no Teatro Municipal (pça. IV Centenário, s/nº. Tel.: 4433-0780) a convite da Prefeitura, com entrada franca. No palco, 90 crianças e adolescentes compõem a orquestra e o coro do espetáculo, que apresentam  temas de Brahms, Villa-Lobos e Haendel sob o comando do maestro Carlos José de Oliveira.

O espetáculo tem início com composições individuais de coro, sopro e percussão e uma camerata de cordas. No encerramento estão programadas três peças que reunirão orquestra e coro.

As crianças do Núcleo Pólo de Santo André são preparadas pelo maestro Carlos José de Oliveira na unidade Santo André do Projeto Guri, lançada oficialmente em agosto de 2004. Naquela ocasião, se apresentaram as crianças do  Guri de São Bernardo, a primeira unidade  na região. Das mais de 300 que ensaiam e fazem cursos na unidade andreense, apenas as que estão no nível avançado se apresentam nesta quinta-feira no Municipal. “Este é o resultado final de um trabalho muito bonito com crianças da comunidade, que aprendem, descobrem seu talento e acreditam que podem ter muito mais do que se vivessem nas ruas”, afirma o maestro.

Muitos dos jovens que estudaram música no Projeto Guri, hoje são professores nas unidades, outros conquistaram espaço no mercado e são profissionais. “Com isso conseguimos incluir essas crianças na sociedade. É um trabalho gratificante e mostra que por meio da música elas conseguem um futuro melhor”, diz Oliveira.

Iniciativa do governo estadual, o Projeto Guri trabalha há dez anos buscando a inclusão social de crianças e adolescentes carentes por meio da música. Hoje conta com 183 unidades, nas quais as crianças têm a oportunidade de aprender a tocar instrumentos de corda, percussão e sopro, além do canto. Para ingressar no projeto não é necessário ter nenhum conhecimento musical, nem há processo de seleção, apenas número de vagas limitado. A única exigência é que a criança ou adolescente (de oito a 18 anos) esteja matriculado e freqüente regularmente a escola.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Guris se apresentam no palco do Municipal de Sto.André

Daniella Grinbergas
Especial para o Diário

07/04/2005 | 12:08


Como parte das comemorações de aniversário de Santo André, o Núcleo Pólo Santo André Pirelli, que integra o Projeto Guri, toca nesta quinta-feira, às 20h, no Teatro Municipal (pça. IV Centenário, s/nº. Tel.: 4433-0780) a convite da Prefeitura, com entrada franca. No palco, 90 crianças e adolescentes compõem a orquestra e o coro do espetáculo, que apresentam  temas de Brahms, Villa-Lobos e Haendel sob o comando do maestro Carlos José de Oliveira.

O espetáculo tem início com composições individuais de coro, sopro e percussão e uma camerata de cordas. No encerramento estão programadas três peças que reunirão orquestra e coro.

As crianças do Núcleo Pólo de Santo André são preparadas pelo maestro Carlos José de Oliveira na unidade Santo André do Projeto Guri, lançada oficialmente em agosto de 2004. Naquela ocasião, se apresentaram as crianças do  Guri de São Bernardo, a primeira unidade  na região. Das mais de 300 que ensaiam e fazem cursos na unidade andreense, apenas as que estão no nível avançado se apresentam nesta quinta-feira no Municipal. “Este é o resultado final de um trabalho muito bonito com crianças da comunidade, que aprendem, descobrem seu talento e acreditam que podem ter muito mais do que se vivessem nas ruas”, afirma o maestro.

Muitos dos jovens que estudaram música no Projeto Guri, hoje são professores nas unidades, outros conquistaram espaço no mercado e são profissionais. “Com isso conseguimos incluir essas crianças na sociedade. É um trabalho gratificante e mostra que por meio da música elas conseguem um futuro melhor”, diz Oliveira.

Iniciativa do governo estadual, o Projeto Guri trabalha há dez anos buscando a inclusão social de crianças e adolescentes carentes por meio da música. Hoje conta com 183 unidades, nas quais as crianças têm a oportunidade de aprender a tocar instrumentos de corda, percussão e sopro, além do canto. Para ingressar no projeto não é necessário ter nenhum conhecimento musical, nem há processo de seleção, apenas número de vagas limitado. A única exigência é que a criança ou adolescente (de oito a 18 anos) esteja matriculado e freqüente regularmente a escola.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;