Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 21 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Pinheiros e Rede fazem parceria

Atletas de elite da nova equipe treinarão na Capital
paulista e jovens talentos, na cidade de Bragança Paulista


Marta Teixeira
Do Diário do Grande ABC

16/12/2009 | 07:00


Depois de algum tempo arriscada a simplesmente extinguir seu projeto de alto rendimento por causa do escândalo de doping que envolveu cinco atletas e dois de seus técnicos, a Rede Atletismo encontrou alternativa para manter o grupo profissional e assinou, ontem, parceria com o Clube Pinheiros. Pelo acordo, a equipe presidida pelo empresário Jorge Queiroz de Moraes será responsável pelo trabalho de base, com atletas até 19 anos. Enquanto seus 12 de alto rendimento serão integrados ao grupo do Pinheiros, totalizando 45 competidores na elite, sob o comando do técnico Cláudio Castilho.

"Passamos por um aperto, os casos de doping foram terríveis e pensei em desistir. Mas temos 50 crianças conosco desde julho, e havia prometido a elas uma chance de serem campeãs", ressaltou Moraes, afirmando que dez demonstram potencial de alto nível.

O trauma pelo doping coletivo não será desperdiçado. "Vamos ser muito rígidos (na formação)", avisou, ainda incomodado com a reação dos envolvidos no doping. "Ficaram chocados por terem sido pegos, não porque estavam fazendo algo errado."

A parceria será comandada por um conselho de quatro integrantes: dois da Rede e dois do Pinheiros. "Os atletas serão do clube e não de treinadores. Não seremos reféns de ninguém. Nós é que vamos mandar", completou Moraes. "Nosso objetivo é formar talentos para a Olimpíada."

Para o presidente do Pinheiros, Antonio Moreno Neto, a "parceria chega em momento importante", após a escolha do Brasil para sede da Olimpíada de 2016. "Estamos em um bom caminho. O mais importante é a formação, somos um clube com 110 anos de trabalho formador e temos de dar esta oportunidade."

A parceria foi assinada por um ano, mas pode ser renovada.

Nova equipe não descarta contratar Maurren

Sem clube desde que foi dispensada pela Rede Atletismo em outubro, a campeã olímpica Maurren Maggi pode ser um reforço na equipe Pinheiros/Rede.

Segundo o presidente do Pinheiros, Antonio Moreno Neto, já houve um contato do treinador da atleta, Nélio Moura, e, em breve, clube e técnico poderão se reunir para verificar a possibilidade do vínculo.

"Vou fazer uma reunião com ele", admite Neto, ressaltando que não há nada preestabelecido sobre o assunto e a prioridade da nova equipe é com o trabalho de formação.

Além de Maurren, a equipe de saltadores treinada por Nélio inclui Keila Costa e o panamenho Irving Saladino, campeão olímpico e mundial de salto em distância. O grupo chegou a ser sondado pelo Botafogo, mas as conversas não progrediram porque o clube precisaria de um orçamento de R$ 70 mil para absorver toda a equipe.

No mês passado, durante visita ao núcleo Heliópolis do projeto Atletismo em Ação, Maurren afirmou que a prioridade era encontrar um clube disposto a participar de um programa até a Olimpíada de 2012.

Daiane dos Santos viaja à Suíça para apresentar defesa

A ginasta Daiane dos Santos embarca hoje para Lausanne, na Suíça, onde falará à Comissão Disciplinar da FIG (Federação Internacional de Ginástica) sobre a acusação de doping. Daiane foi flagrada em exame antidoping realizado em julho. A ginasta teve resultado positivo para furosemida, substância diurética proibida por ajudar a mascarar o uso de outros produtos.

Acompanhada por advogados particulares, Daiane será ouvida na sexta-feira. Ela tinha a opção de ser representada por seus defensores, mas preferiu expor seu caso pessoalmente.

Segundo a atleta, o diurético foi usado como parte de tratamento estético feito para eliminar gordura localizada e ela não tinha conhecimento de sua proibição.

Desde os Jogos de Pequim Daiane está afastada das competições. Logo após o evento, ela foi submetida a cirurgia no joelho.

Caso seja considerada culpada, a atleta pode pegar dois anos de suspensão.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Pinheiros e Rede fazem parceria

Atletas de elite da nova equipe treinarão na Capital
paulista e jovens talentos, na cidade de Bragança Paulista

Marta Teixeira
Do Diário do Grande ABC

16/12/2009 | 07:00


Depois de algum tempo arriscada a simplesmente extinguir seu projeto de alto rendimento por causa do escândalo de doping que envolveu cinco atletas e dois de seus técnicos, a Rede Atletismo encontrou alternativa para manter o grupo profissional e assinou, ontem, parceria com o Clube Pinheiros. Pelo acordo, a equipe presidida pelo empresário Jorge Queiroz de Moraes será responsável pelo trabalho de base, com atletas até 19 anos. Enquanto seus 12 de alto rendimento serão integrados ao grupo do Pinheiros, totalizando 45 competidores na elite, sob o comando do técnico Cláudio Castilho.

"Passamos por um aperto, os casos de doping foram terríveis e pensei em desistir. Mas temos 50 crianças conosco desde julho, e havia prometido a elas uma chance de serem campeãs", ressaltou Moraes, afirmando que dez demonstram potencial de alto nível.

O trauma pelo doping coletivo não será desperdiçado. "Vamos ser muito rígidos (na formação)", avisou, ainda incomodado com a reação dos envolvidos no doping. "Ficaram chocados por terem sido pegos, não porque estavam fazendo algo errado."

A parceria será comandada por um conselho de quatro integrantes: dois da Rede e dois do Pinheiros. "Os atletas serão do clube e não de treinadores. Não seremos reféns de ninguém. Nós é que vamos mandar", completou Moraes. "Nosso objetivo é formar talentos para a Olimpíada."

Para o presidente do Pinheiros, Antonio Moreno Neto, a "parceria chega em momento importante", após a escolha do Brasil para sede da Olimpíada de 2016. "Estamos em um bom caminho. O mais importante é a formação, somos um clube com 110 anos de trabalho formador e temos de dar esta oportunidade."

A parceria foi assinada por um ano, mas pode ser renovada.

Nova equipe não descarta contratar Maurren

Sem clube desde que foi dispensada pela Rede Atletismo em outubro, a campeã olímpica Maurren Maggi pode ser um reforço na equipe Pinheiros/Rede.

Segundo o presidente do Pinheiros, Antonio Moreno Neto, já houve um contato do treinador da atleta, Nélio Moura, e, em breve, clube e técnico poderão se reunir para verificar a possibilidade do vínculo.

"Vou fazer uma reunião com ele", admite Neto, ressaltando que não há nada preestabelecido sobre o assunto e a prioridade da nova equipe é com o trabalho de formação.

Além de Maurren, a equipe de saltadores treinada por Nélio inclui Keila Costa e o panamenho Irving Saladino, campeão olímpico e mundial de salto em distância. O grupo chegou a ser sondado pelo Botafogo, mas as conversas não progrediram porque o clube precisaria de um orçamento de R$ 70 mil para absorver toda a equipe.

No mês passado, durante visita ao núcleo Heliópolis do projeto Atletismo em Ação, Maurren afirmou que a prioridade era encontrar um clube disposto a participar de um programa até a Olimpíada de 2012.

Daiane dos Santos viaja à Suíça para apresentar defesa

A ginasta Daiane dos Santos embarca hoje para Lausanne, na Suíça, onde falará à Comissão Disciplinar da FIG (Federação Internacional de Ginástica) sobre a acusação de doping. Daiane foi flagrada em exame antidoping realizado em julho. A ginasta teve resultado positivo para furosemida, substância diurética proibida por ajudar a mascarar o uso de outros produtos.

Acompanhada por advogados particulares, Daiane será ouvida na sexta-feira. Ela tinha a opção de ser representada por seus defensores, mas preferiu expor seu caso pessoalmente.

Segundo a atleta, o diurético foi usado como parte de tratamento estético feito para eliminar gordura localizada e ela não tinha conhecimento de sua proibição.

Desde os Jogos de Pequim Daiane está afastada das competições. Logo após o evento, ela foi submetida a cirurgia no joelho.

Caso seja considerada culpada, a atleta pode pegar dois anos de suspensão.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;