Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 22 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Pesquisa eleitoral será paga pelo povo de Ribeirão


Cynthia Tavares
Especial para o Diário

30/06/2011 | 07:05


Para constatar credibilidade da pesquisa eleitoral encomendada pelo prefeito de Ribeirão Pires, Clóvis Volpi (PV), os vereadores da cidade decidiram realizar seu próprio levantamento. O custo do estudo não foi divulgado pelo presidente da Câmara, Gerson Constantino (PV), mas nos bastidores especula-se que gire em torno de R$ 7.000.

O pagamento será feito pelos 11 parlamentares, portanto saíra do bolso do contribuinte de Ribeirão que, ao pagar seus impostos, remunera o Legislativo. Cada vereador desembolsará R$ 636,36. "Ainda não fechei junto aos vereadores, mas queremos fazer esse estudo", afirmou Constantino.

A pesquisa contará com três análises principais: do próprio Legislativo, individualmente de cada parlamentar e a eleitoral. "Expandi um pouco mais, principalmente a da eleição, que será feita a espontânea e a estimulada", explicou o presidente.

O formulário contará com os nomes da ex-prefeita Maria Inês Soares (PT), do atual vice-prefeito, Edinaldo de Menezes, o Dedé (PPS), dos secretários Nonô Nardelli (Governo, PR) e Rosi de Marco (Educação, PR). Os vereadores Saulo Benevides (PV), Edson Savietto, o Banha (PDT), e Constantino também constarão.

Dessa forma, o levantamento se aproxima do que foi feito a mando do chefe do Executivo no começo do mês. Com exceção de Banha e do presidente, que não foram computados. "Resolvi colocar o Banha, pois o Clóvis tinha prometido que iria aparecer e não cumpriu", cutucou o verde. Constantino ficou irritado após ser preterido da pesquisa governista.

Benevides - que é candidato da oposição - disse que o levantamento será importante para colocar em xeque os dados de Volpi. "Queremos saber se isso é real, afinal de contas, os candidatos adversários do governo podem aparecer com percentuais menores", alfinetou o parlamentar.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Pesquisa eleitoral será paga pelo povo de Ribeirão

Cynthia Tavares
Especial para o Diário

30/06/2011 | 07:05


Para constatar credibilidade da pesquisa eleitoral encomendada pelo prefeito de Ribeirão Pires, Clóvis Volpi (PV), os vereadores da cidade decidiram realizar seu próprio levantamento. O custo do estudo não foi divulgado pelo presidente da Câmara, Gerson Constantino (PV), mas nos bastidores especula-se que gire em torno de R$ 7.000.

O pagamento será feito pelos 11 parlamentares, portanto saíra do bolso do contribuinte de Ribeirão que, ao pagar seus impostos, remunera o Legislativo. Cada vereador desembolsará R$ 636,36. "Ainda não fechei junto aos vereadores, mas queremos fazer esse estudo", afirmou Constantino.

A pesquisa contará com três análises principais: do próprio Legislativo, individualmente de cada parlamentar e a eleitoral. "Expandi um pouco mais, principalmente a da eleição, que será feita a espontânea e a estimulada", explicou o presidente.

O formulário contará com os nomes da ex-prefeita Maria Inês Soares (PT), do atual vice-prefeito, Edinaldo de Menezes, o Dedé (PPS), dos secretários Nonô Nardelli (Governo, PR) e Rosi de Marco (Educação, PR). Os vereadores Saulo Benevides (PV), Edson Savietto, o Banha (PDT), e Constantino também constarão.

Dessa forma, o levantamento se aproxima do que foi feito a mando do chefe do Executivo no começo do mês. Com exceção de Banha e do presidente, que não foram computados. "Resolvi colocar o Banha, pois o Clóvis tinha prometido que iria aparecer e não cumpriu", cutucou o verde. Constantino ficou irritado após ser preterido da pesquisa governista.

Benevides - que é candidato da oposição - disse que o levantamento será importante para colocar em xeque os dados de Volpi. "Queremos saber se isso é real, afinal de contas, os candidatos adversários do governo podem aparecer com percentuais menores", alfinetou o parlamentar.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;