Fechar
Publicidade

Sábado, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Enchentes na Europa Central deixam cinco mortos


Da AFP

01/04/2006 | 15:27


República Tcheca, Eslováquia, Hungria e o leste da Alemanha estavam ameaçados neste sábado por inundações causadas pela chuva que já causou a morte de pelo menos cinco pessoas e deixou centenas de desabrigados. A República Tcheca foi o país mais atingido.

O estado de emergência foi declarado na noite de sexta-feira na região de Olomouc (sudeste), ameaçada pela cheia do rio Morava. As autoridades aconselharam a saída dos 1,8 mil moradores da cidade histórica de Olomouc, onde o nível do Morava quadruplicou. A maior parte, entretanto, se recusou a deixar a cidade e as autoridades advertiram que estavam sob sua própria conta e risco.

Diversas regiões tchecas, dentre as quais a Morávia do Sul e a Boêmia do Sul, estão em alerta máximo há vários dias. Em Praga, o alerta de nível 2 foi mantido na sexta-feira, e as águas lamacentas do Vltava continuavam a subir, chegando ao centro da cidade.

Neste sábado, foi anunciada a morte de um homem de 55 anos por afogamento no rio Moravska Sazava, em Zabreh (nordeste). Na terça-feira, um menino de cinco anos morreu afogado levado por uma correnteza em Bonov (sudeste), e na quinta-feira, um homem de 48 anos morreu vítima de um infarto ao ver sua casa ser invadida pela água em Veseli-nad-Luznici (sudoeste).

Na Eslováquia, no início da semana, as inundações deixaram dois mortos:um menino de quatro anos, afogado, em um riacho na cidade de Milpos (leste) e um idoso, cujo corpo foi encontrado próximo a Modra (oeste).

Na capital húngara, Budapeste, centenas de voluntários tentavam conter com a ajuda de sacos de areia o avanço das águas do Danúbio sobre a ilha de Margitsziget, já inundada em boa parte de seu território.

Na Alemanha, cerca de 300 moradores de Dresden (leste) foram retirados de suas casas na noite de sexta-feira até a manhã deste sábado, devido a cheia do Elba que ameaçava inundar a cidade.

Os serviços de meteorologia prevêem mais chuvas para este final de semana.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Enchentes na Europa Central deixam cinco mortos

Da AFP

01/04/2006 | 15:27


República Tcheca, Eslováquia, Hungria e o leste da Alemanha estavam ameaçados neste sábado por inundações causadas pela chuva que já causou a morte de pelo menos cinco pessoas e deixou centenas de desabrigados. A República Tcheca foi o país mais atingido.

O estado de emergência foi declarado na noite de sexta-feira na região de Olomouc (sudeste), ameaçada pela cheia do rio Morava. As autoridades aconselharam a saída dos 1,8 mil moradores da cidade histórica de Olomouc, onde o nível do Morava quadruplicou. A maior parte, entretanto, se recusou a deixar a cidade e as autoridades advertiram que estavam sob sua própria conta e risco.

Diversas regiões tchecas, dentre as quais a Morávia do Sul e a Boêmia do Sul, estão em alerta máximo há vários dias. Em Praga, o alerta de nível 2 foi mantido na sexta-feira, e as águas lamacentas do Vltava continuavam a subir, chegando ao centro da cidade.

Neste sábado, foi anunciada a morte de um homem de 55 anos por afogamento no rio Moravska Sazava, em Zabreh (nordeste). Na terça-feira, um menino de cinco anos morreu afogado levado por uma correnteza em Bonov (sudeste), e na quinta-feira, um homem de 48 anos morreu vítima de um infarto ao ver sua casa ser invadida pela água em Veseli-nad-Luznici (sudoeste).

Na Eslováquia, no início da semana, as inundações deixaram dois mortos:um menino de quatro anos, afogado, em um riacho na cidade de Milpos (leste) e um idoso, cujo corpo foi encontrado próximo a Modra (oeste).

Na capital húngara, Budapeste, centenas de voluntários tentavam conter com a ajuda de sacos de areia o avanço das águas do Danúbio sobre a ilha de Margitsziget, já inundada em boa parte de seu território.

Na Alemanha, cerca de 300 moradores de Dresden (leste) foram retirados de suas casas na noite de sexta-feira até a manhã deste sábado, devido a cheia do Elba que ameaçava inundar a cidade.

Os serviços de meteorologia prevêem mais chuvas para este final de semana.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;