Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Empresário é libertado em SP após 42 dias seqüestrado


Do Diário do Grande ABC

09/01/1999 | 14:16


O empresário Antônio Peralta, um dos diretores do Grupo Peralta, foi libertado por volta das 22 horas de sexta-feira, em Sao Paulo, depois de ter permanecido durante 42 dias no cativeiro.

O resgate pedido pelos seqüestradores foi pago no fim da noite de quarta-feira, mas o valor nao foi informado. A família decidiu levar o empresário, que está bem de saúde, para um lugar seguro, a fim de que possa se recuperar do trauma sofrido, mas esse lugar está sendo mantido sob sigilo. Há a possibildade de ele dar uma entrevista coletiva segunda-feira, quando Peralta relatará os fatos ocorridos no cativeiro.

Peralta foi seqüestrado em 27 de novembro, quando deixava a casa onde mora, localizada no bairro da Ponta da Praia, em Santos, para ir à sede do grupo, em Cubatao (SP). Os familiares pediram que o Departamento Estadual Anti-Seqüestro ficasse à margem do caso, enquanto negociavam com os seqüestradores. No início da semana, surgiram os primeiros comentários de que o seqüestro estava chegando ao fim, mas só na noite de sexta é que o empresário foi libertado na capital, próximo a uma das lojas da rede de supermercado da família.

O Grupo Peralta possui uma rede de supermecados com 37 lojas na capital, Grande ABC e Litoral. Foi fundado pelo imigrante português Joaquim Jorge Peralta, de Aveiro, que se estabeleceu com o Armazém Sao Jorge, em Cubatao.

Com a diversficaçao dos negócios, o grupo inaugurou, em dezembro, o Litoral Plazza Shopping, em Praia Grande, o maior da Baixada Santista, e abriu o Hipermercado Safra.

Além disso, está lutando para aprovar o projeto do Ceasa regional de Cubatao, empreendimento que consumirá cerca de US$ 80 milhoes. O grupo tem ainda duas construtoras, a Imigrantes e a Brasterra.

Essa exposiçao na mídia do nome dos empresários pode ter chamado a atençao dos seqüestradores. Quando Antônio Peralta deixava a casa onde mora, na manha de 27 de novembro, foi abordado pelos seqüestradores. Os detalhes do seqüestro, do cativeiro e da soltura do empresário estao sendo mantidos em sigilo pela família Peralta.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Empresário é libertado em SP após 42 dias seqüestrado

Do Diário do Grande ABC

09/01/1999 | 14:16


O empresário Antônio Peralta, um dos diretores do Grupo Peralta, foi libertado por volta das 22 horas de sexta-feira, em Sao Paulo, depois de ter permanecido durante 42 dias no cativeiro.

O resgate pedido pelos seqüestradores foi pago no fim da noite de quarta-feira, mas o valor nao foi informado. A família decidiu levar o empresário, que está bem de saúde, para um lugar seguro, a fim de que possa se recuperar do trauma sofrido, mas esse lugar está sendo mantido sob sigilo. Há a possibildade de ele dar uma entrevista coletiva segunda-feira, quando Peralta relatará os fatos ocorridos no cativeiro.

Peralta foi seqüestrado em 27 de novembro, quando deixava a casa onde mora, localizada no bairro da Ponta da Praia, em Santos, para ir à sede do grupo, em Cubatao (SP). Os familiares pediram que o Departamento Estadual Anti-Seqüestro ficasse à margem do caso, enquanto negociavam com os seqüestradores. No início da semana, surgiram os primeiros comentários de que o seqüestro estava chegando ao fim, mas só na noite de sexta é que o empresário foi libertado na capital, próximo a uma das lojas da rede de supermercado da família.

O Grupo Peralta possui uma rede de supermecados com 37 lojas na capital, Grande ABC e Litoral. Foi fundado pelo imigrante português Joaquim Jorge Peralta, de Aveiro, que se estabeleceu com o Armazém Sao Jorge, em Cubatao.

Com a diversficaçao dos negócios, o grupo inaugurou, em dezembro, o Litoral Plazza Shopping, em Praia Grande, o maior da Baixada Santista, e abriu o Hipermercado Safra.

Além disso, está lutando para aprovar o projeto do Ceasa regional de Cubatao, empreendimento que consumirá cerca de US$ 80 milhoes. O grupo tem ainda duas construtoras, a Imigrantes e a Brasterra.

Essa exposiçao na mídia do nome dos empresários pode ter chamado a atençao dos seqüestradores. Quando Antônio Peralta deixava a casa onde mora, na manha de 27 de novembro, foi abordado pelos seqüestradores. Os detalhes do seqüestro, do cativeiro e da soltura do empresário estao sendo mantidos em sigilo pela família Peralta.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;