Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 3 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Palestina está disposta a fazer acordo com Israel


Do Diário do Grande ABC

22/08/2000 | 10:10


O presidente da Autoridade Palestina, Yasser Arafat, declarou na segunda-feira ao enviado norte-americano Dennis Ross que fará tudo o que estiver a seu alcance para conseguir um acordo de paz com Israel que nao exclua nenhuma questao.

``O presidente Arafat informou a Ross que os palestinos se comprometeram a efetuar todos os esforços possíveis para assegurar a conclusao de um acordo de paz global'', declarou o negociador palestino Saeb Erakat ao final de um encontro de uma hora entre Ross e Arafat em Ramalá.

``Nós desejamos um acordo que solucione, sem exceçao, todas as questoes vinculadas ao estatuto final'', disse aos jornalistas, lembrando em particular as questoes de Jerusalém e dos refugiados palestinos.

Erakat disse ainda que Arafat e Ross devem se reunir de novo ``nos próximos dias''.

Ross iniciou na última quinta-feira uma nova missao para tratar de aproximar as posiçoes palestina e israelense diante da perspectiva de um acordo de paz, a menos de um mês para o prazo final de 13 de setembro fixado pelas duas partes para obter um acordo final.

A viagem do americano ocorre depois do fracasso da reuniao de cúpula de Camp David, no mês passado, quando as duas partes se chocavam sobretudo na questao de Jerusalém, cidade por cuja soberania lutam israelenses e palestinos.

Na oportunidade, a imprensa mencionou a proposta norte-americana de deixar de lado por ora a questao de Jerusalém, para que se possibilitasse a conclusao de um acordo, proposta que os palestinos recusaram categoricamente.

As duas partes ``estao determinadas a chegar a um acordo e vamos ver se podemos encontrar os meios de superar as diferenças'', declarou Ross, que na semana passada se reuniu com o primeiro-ministro israelense Ehud Barak. Ross também viajou ao Egito, onde se encontrou com o ministro egípcio de Relaçoes Exteriores, Amr Mussa.

O rei Abdalá II da Jordânia é esperado nesta terça-feira em Israel e nos territórios palestinos para encontros com Barak e Arafat. Egito e Jordânia, os dois únicos países árabes que assinaram a paz com Israel, sao os mediadores tradicionais entre israelenses e palestinos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;