Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Rede Castorama terá bandeira C&C a partir do dia 5


Leone Farias
Do Diário do Grande ABC

31/12/2003 | 15:12


  Líder no comércio varejista de material de construção no país, a C&C Casa e Construção ampliará sua presença no Grande ABC neste início de ano. A companhia adquiriu as três filiais da rede francesa Castorama no Brasil, entre elas uma em Santo André, que fica ao lado do hipermercado Carrefour, no bairro Homero Thon, e, no próximo dia 5, as três unidades vão passar a ter a bandeira C&C. Os planos incluem manter grande parte dos cerca de 400 funcionários dessas filiais e, nos estabelecimentos, fazer ajustes no visual para adequar os locais aos padrões da empresa e agregar itens ao mix de produtos.

Para a direção da companhia brasileira, o fato de já haver uma loja da rede C&C em Santo André, localizada em área anexa ao ABC Plaza Shopping, não será um problema. O diretor geral, Jorge Gonçalves Filho, afirmou que as filiais adquiridas – as outras duas ficam em Osasco e em São Paulo, no bairro de Aricanduva – estão em áreas que ainda não tinham cobertura total da empresa e que já estavam sendo prospectadas para abertura de unidades. A atual Castorama de Santo André fica próxima de Mauá, município onde a C&C não tem unidades e que atrai interesse pelo número de habitantes (mais de 360 mil).

Gonçalves Filho acrescentou que as lojas da rede francesa “são bem construídas”, e juntas têm 25 mil m² de área de venda, ou pouco mais de 8 mil m² cada uma, acima da média (5 mil m²) dos estabelecimentos da empresa. Ele disse também que a intenção é aumentar o mix. A companhia comercializa um leque de 40 mil itens. “Vamos fazer uma avaliação para incorporar itens da Castorama.” A filial próxima ao Carrefour hoje é mais voltada a construção e a do ABC Plaza, forte em acabamento e decoração.

O diretor avalia que há potencial para crescer nesses estabelecimentos adquiridos 20% em vendas em 2004. Em relação à expansão, a meta é manter o ritmo dos últimos dois anos, de 12 novas lojas por ano. Com as aquisições e a recente inauguração de uma filial – e um centro de distribuição com 50 mil m² de área construída – em Guarulhos, a empresa passa a ter 33 home-centers.

  Estratégia – A decisão de vender as unidades Castorama no Brasil seria parte de um plano global do grupo inglês Kingfisher, atual proprietário da empresa francesa, para concentrar investimentos em suas operações na Europa, onde a companhia é líder de mercado no segmento de material de construção. Os valores da transação no Brasil não foram divulgados. O grupo também se desfez de estabelecimentos da rede no Canadá.

Segundo a C&C, a Castorama deverá manter no Brasil apenas uma operação para aquisição de produtos a serem exportados para sua controladora. O Diário procurou a empresa francesa mas, por conta das férias de fim de ano, não havia nenhum porta-voz disponível para comentar sobre a venda das filiais.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;