Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Espanha: separatistas catalães devem dar resposta crítica ao governo

EBC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


15/10/2017 | 08:13


O presidente da Catalunha, Carles Puigdemont, está diante de uma decisão crítica que poderá determinar o curso do movimento separatista. O governo espanhol deu a Puidgemont um prazo até segunda-feira para que seja esclarecido se ele declarou ou não a independência da região durante a última semana.

A políticos catalães, Puidgemont disse que havia "aceitado" a determinação das urnas para a independência da Catalunha, porém gostaria que o parlamento ainda não desse andamento ao processo para dar mais uma chance de negociação com a Espanha.

Caso Puidgemont confirme que declarou a independência catalã, o governo espanhol manterá o prazo até quinta-feira para que ele desista do plano ou a ampla autonomia da Catalunha poderá ser suspensa temporariamente. Já se o líder catalão informar que não declarou a independência, ele pode sofrer uma rebelião de alas mais radicais do movimento separatista. Fonte: Associated Press.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Espanha: separatistas catalães devem dar resposta crítica ao governo


15/10/2017 | 08:13


O presidente da Catalunha, Carles Puigdemont, está diante de uma decisão crítica que poderá determinar o curso do movimento separatista. O governo espanhol deu a Puidgemont um prazo até segunda-feira para que seja esclarecido se ele declarou ou não a independência da região durante a última semana.

A políticos catalães, Puidgemont disse que havia "aceitado" a determinação das urnas para a independência da Catalunha, porém gostaria que o parlamento ainda não desse andamento ao processo para dar mais uma chance de negociação com a Espanha.

Caso Puidgemont confirme que declarou a independência catalã, o governo espanhol manterá o prazo até quinta-feira para que ele desista do plano ou a ampla autonomia da Catalunha poderá ser suspensa temporariamente. Já se o líder catalão informar que não declarou a independência, ele pode sofrer uma rebelião de alas mais radicais do movimento separatista. Fonte: Associated Press.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;