Fechar
Publicidade

Sábado, 8 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Dalai Lama defende tolerância religiosa em Genebra


Do Diário do Grande ABC

08/08/1999 | 17:05


Milhares de pessoas se reuniram no átrio da catedral de Sao Pedro de Genebra para ouvir a mensagem pela tolerância religiosa emitida neste domingo pelo Dalai Lama. Na véspera, o Dalai Lama já havia reunido vários milhares de pessoas num parque de Ginebra, sob o tema da ética no século XX.

Interrogado pelo público, reiterou sua posiçao sobre o Tibete: ``Nao reivindico a independência do Tibete, mas desejo alguma forma de autonomia para preservar sua cultura e tradiçoes''.

Nao está previsto nenhum encontro com a presidente da Confederaçao Helvética Ruth Dreifuss, nem com nenhum dos outros seis membros do governo. Tem encontro marcado apenas com parlamentares pró-tibetanos.

O Dalai Lama nasceu em 1935 em Takster, e aos dois anos foi reconhecido no seio de uma humilde família de pastores como a reencarnaçao do décimo-terceiro Dalai Lama. Em 1950, quando o Exército comunista chinês entrou no Tibete, assumiu o poder político de seu povo. Nove anos depois se exilou na India, onde passou a propor uma maior autonomia para seu povo.

Os chineses o acusam de encabeçar uma conspiraçao para conseguir a independência do Tibete.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dalai Lama defende tolerância religiosa em Genebra

Do Diário do Grande ABC

08/08/1999 | 17:05


Milhares de pessoas se reuniram no átrio da catedral de Sao Pedro de Genebra para ouvir a mensagem pela tolerância religiosa emitida neste domingo pelo Dalai Lama. Na véspera, o Dalai Lama já havia reunido vários milhares de pessoas num parque de Ginebra, sob o tema da ética no século XX.

Interrogado pelo público, reiterou sua posiçao sobre o Tibete: ``Nao reivindico a independência do Tibete, mas desejo alguma forma de autonomia para preservar sua cultura e tradiçoes''.

Nao está previsto nenhum encontro com a presidente da Confederaçao Helvética Ruth Dreifuss, nem com nenhum dos outros seis membros do governo. Tem encontro marcado apenas com parlamentares pró-tibetanos.

O Dalai Lama nasceu em 1935 em Takster, e aos dois anos foi reconhecido no seio de uma humilde família de pastores como a reencarnaçao do décimo-terceiro Dalai Lama. Em 1950, quando o Exército comunista chinês entrou no Tibete, assumiu o poder político de seu povo. Nove anos depois se exilou na India, onde passou a propor uma maior autonomia para seu povo.

Os chineses o acusam de encabeçar uma conspiraçao para conseguir a independência do Tibete.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;