Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 18 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Glasgow: das sombras ao design


Heloísa Cestari
Do Diário do Grande ABC

20/08/2009 | 07:00


Por anos, Glasgow conservou a imagem de centro pós-industrial sem nenhuma atração cultural, apesar do clima de cidade grande e do consequente caos urbano em meio a construções de tijolos marrons. Hoje, a região vem conseguindo mostrar vigor em seu cenário vitoriano, construído pelos barões do tabaco na segunda metade do século 19.

A aura vibrante de seus habitantes e o humor negro da maior parte deles envolvem o lugar em uma aura única de mistério que só cresce à medida que o turista toma conhecimento das histórias fantasmagóricas em roteiros turísticos e visitas aos 13 museus do município, todos com entrada franca.

Fenômenos à parte, o passado de Glasgow é mesmo sombrio: o período industrial foi marcado por um histórico de violência e alcoolismo que só começou a se dissipar na década de 1990, quando a cidade pôde revelar sua efervescência cultural para o mundo embalada pelos títulos de Cidade Européia da Cultura e de Cidade Europeia da Arquitetura e do Design.

Um ponto que o turista não pode deixar de visitar é a George Square, o melhor lugar para caminhar. A dez minutos dali fica a Universidade de Glasgow, fundada em 1451, plantada em um parque de 26 hectares, cheio de galerias e museus.

A cultura escocesa, principalmente a dança e a música celtas, tem como pontos principais o The Piping Center, na McPhater Street, e o Renfrew Ferry, ancorado no River Clyde.

Outra atração da cidade são as obras do arquiteto Charles Rennie Mackintosh, pioneiro de um estilo inovador e ainda moderno. Uma boa forma para começar a conhecê-lo é a partir das plantas por ele desenhadas para um concurso, em 1901, na House for an Art Lover, construída no Bellahouston Park, a sudoeste de Glasgow. No campus da universidade há um museu que é a reprodução da casa de Mackintosh. Ela segue o estilo particular do arquiteto, com mobília original e vários de seus desenhos expostos.

Nas proximidades da cidade, outras atrações interessantes são o Loch Lomond - o segundo lago mais famoso da região, depois do Ness - e o Stirling Castle, a 40 minutos de trem, que pontua um dos momentos decisivos na guerra pela independência da Escócia.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;