Cultura & Lazer Titulo Estreia
Um brinde aos
prazeres da música

Show de Zé Miguel Wisnik e Celso Sim tem estreia nacional
neste sábado, às 20h, no Teatro Lauro Gomes, em S.Bernardo

Por Sara Saar
Do Diário do Grande ABC
04/12/2010 | 07:16
Compartilhar notícia


"Aqui não existe lamúria. Ela foi sublimada em gozo", declara o cantor Celso Sim que protagoniza com o pianista, compositor e intérprete Zé Miguel Wisnik espetáculo inédito no Brasil, 'Zé & Celso - Canções do Teatro Oficina'.

Com o intuito de celebrar a vida e os 'mistérios gozozos da canção', o show tem estreia nacional hoje, às 20h, no Teatro Lauro Gomes, em São Bernardo. A entrada é franca.

O centro do repertório está em composições de Wisnik, criadas especialmente para a peça 'Mistérios Gozozos', de Oswald de Andrade, que teve montagem do Teatro Oficina.

Conforme aponta Sim, "a música é libertina por excelência". O show, então, não se limita às trilhas da companhia dirigida por José Celso Martinez, que soube traduzir em teatro a antropofagia do escritor paulistano.

Com o suporte de Sergio Reze (percussão), Wisnik e Sim passeiam por diversas sonoridades como o samba, a valsa e a toada.

Exemplo disso será a exibição de tema inédito. "É o inusitado do inusitado. O mais melódico dos compositores (Wisnik) apresentará um funk carioca com letra de Jorge Mautner", analisa Sim.

Questionado sobre o nome da música, o cantor decide batizá-la na hora da entrevista: "A Liberdade é Bonita, Mas Não é Infinita e o Complexo do Alemão". "É um tratado sobre a vida moderna e a liberdade. No título, faço homenagem a Freud e ao Rio", justifica.

Decidir o repertório não foi tarefa das mais fáceis diante de sua vastidão e beleza. "Disse que não poderíamos transformar o show em 'Sertões'". Resultado: uma hora e meia de espetáculo "bonito, conciso e modesto, embora não acredite no modesto", brincou Sim.

Pouco antes da entrevista, na tarde de ontem, ele enviou e-mail a José Celso. "Você é o máximo da ilimitação. Eu e Wisnik estrearemos com você em nós", compartilhou ao ler o conteúdo por telefone.

Tamanha admiração nasceu do trabalho que desenvolve no Teatro Oficina, de onde Sim é colaborador desde 1994. "É um filtro de excelência que me fez ver a arte de outra forma - e isso é sem volta".

No e-mail, havia como anexo o flyer do espetáculo, embora Sim creia que José Celso não compareça por estar envolvido em muitos trabalhos. De toda forma, o convite está feito, e agora estendido a todos.

Zé & Celso - Canções do Teatro Oficina - Música. Hoje, às 20h. No Teatro Lauro Gomes - Rua Helena Jacquey, 171. Tel.: 4368-3483. Grátis.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;