Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 12 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Setor de duas rodas deixa crise para trás


Wagner Oliveira
Do Diário do Grande ABC

04/12/2010 | 07:05


Depois de 2009 com crise e escassez de crédito para financiamentos, a indústria de motocicletas encerrará o ano muito melhor do que entrou em 2010. De acordo com dados do Simefre (Sindicato Interestadual da Indústria de Materiais e Equipamentos Ferroviários e Rodoviários), o setor de duas rodas deve registrar faturamento de R$ 11,5 bilhões ante os R$ 10,4 bilhões do ano passado.

Com capacidade instalada para fabricar 2,5 milhões de motocicletas por ano, a indústria de duas rodas, segundo Laerte Rocca Herrero, diretor do Simefre, vai encerrar 2010 com produção de 1,7 milhão de unidades - volume que representa crescimento de 12% sobre o de 2009. Apesar da recuperação, a indústria não volta ao patamar de 2008, quando vendeu no mercado doméstico 1,9 milhão de motocicletas.

Para Herrero, a retomada gradual do crédito em níveis melhores que os obtidos em 2009 e o segmento de consórcio foram fatores importantíssimos para o bom desempenho do setor de motocicletas no exercício que termina. "As empresas de consórcio conseguiram colocar no mercado em torno de 330 mil unidades", disse.

As vendas externas vão representar 4% da produção do setor.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Setor de duas rodas deixa crise para trás

Wagner Oliveira
Do Diário do Grande ABC

04/12/2010 | 07:05


Depois de 2009 com crise e escassez de crédito para financiamentos, a indústria de motocicletas encerrará o ano muito melhor do que entrou em 2010. De acordo com dados do Simefre (Sindicato Interestadual da Indústria de Materiais e Equipamentos Ferroviários e Rodoviários), o setor de duas rodas deve registrar faturamento de R$ 11,5 bilhões ante os R$ 10,4 bilhões do ano passado.

Com capacidade instalada para fabricar 2,5 milhões de motocicletas por ano, a indústria de duas rodas, segundo Laerte Rocca Herrero, diretor do Simefre, vai encerrar 2010 com produção de 1,7 milhão de unidades - volume que representa crescimento de 12% sobre o de 2009. Apesar da recuperação, a indústria não volta ao patamar de 2008, quando vendeu no mercado doméstico 1,9 milhão de motocicletas.

Para Herrero, a retomada gradual do crédito em níveis melhores que os obtidos em 2009 e o segmento de consórcio foram fatores importantíssimos para o bom desempenho do setor de motocicletas no exercício que termina. "As empresas de consórcio conseguiram colocar no mercado em torno de 330 mil unidades", disse.

As vendas externas vão representar 4% da produção do setor.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;