Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Câmara de Ribeirão Pires
quer orçamento maior

Vereadores estudam aumentar repasse em R$ 600 mil;
intenção será levada ao prefeito nos próximos dias


Raphael Di Cunto
Especial para o Diário

09/11/2010 | 07:13


A Câmara de Ribeirão Pires estuda emenda ao Orçamento da Prefeitura de 2011 para aumentar a verba para manutenção do Legislativo em R$ 600 mil. A intenção, que não prosperou no ano passado, será levada para o prefeito Clóvis Volpi (PV) nos próximos dias.

 "Este ano, a gente vendeu o direito de administrar a conta dos servidores para a Caixa Econômica Federal e cortamos algumas despesas. Mas, para 2011, precisamos reajustar o orçamento para evitar problemas financeiros", afirmou o presidente da Casa, Edson Savietto, o Banha (PDT).

Atualmente, a Câmara possui orçamento de R$ 4,479 milhões, que foi acrescido em mais R$ 120 mil pela venda da conta-corrente dos funcionários para a CEF, e mais R$ 150 mil dados pelo prefeito em agosto.

O valor foi menor do que o pedido pelos vereadores, que fizeram emenda para receber R$ 5,27 milhões. Porém, ela foi derrubada por Volpi em janeiro com o argumento de que ele precisava escolher as secretarias que perderiam recursos.

Entretanto, as chuvas do começo de ano, que causaram três mortes na cidade, fizeram com que a Prefeitura investisse parte do orçamento para reparar os danos e impediu o repasse de R$ 800 mil pleiteado pelos parlamentares.

Para 2011, o orçamento prevê receita de R$ 5,14 milhões para a Câmara - R$ 3,92 milhões apenas para pagar os funcionários. Apesar do aumento, os vereadores querem R$ 5,75 milhões. "Temos direito, pela Constituição, de receber até R$ 6,5 milhões", justifica Banha.

O montante iria para o reajuste salarial dos funcionários, acompanhando possível aumento dado aos servidores da Prefeitura, e para começar a adequação do prédio para acomodar mais seis parlamentares a partir de 2013.

Segundo Volpi, os vereadores ainda não trataram da emenda com ele. "Mas isso é coisa fácil, se resolve com conversa", disse o prefeito, sem revelar se atenderá o pedido.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;