Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Taxa de desemprego vai ao menor nível da história



24/09/2010 | 07:05


A taxa de desemprego surpreendeu os economistas consultados, que previam nível de 6,74% a 7,30% em agosto, e caiu de 6,90% em julho para 6,70% no mês passado, o melhor resultado mensal desde o início da série histórica da pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em março de 2002.

Desde o início da série, tradicionalmente, as menores taxas eram historicamente registradas em meses de dezembro. "O viés para o quarto trimestre é ainda mais otimista: não devemos nos surpreender se a taxa no final do ano romper para baixo a faixa de 6%, podendo se situar em 5,8%", diz o economista-chefe da Prosper Corretora, Eduardo Velho.

Em dezembro do ano passado, por exemplo, a taxa havia sido de 6,8%. Na média de janeiro a agosto, acrescenta o gerente da pesquisa mensal de emprego do IBGE, Cimar Azeredo, a taxa é de 7,2%, também a menor para o período da série histórica e inferior à média registrada de janeiro a agosto de 2009 (8,5%).

"Há um conjunto de dados com resultados muito positivos", afirma ele, que embora seja menos enfático quanto o economista da Prosper, explica que a série histórica mostra que, de setembro a dezembro, as taxas costumam ser menores ou iguais às apuradas em agosto, já que há aquecimento do mercado de trabalho nos últimos meses do ano.

Em agosto, conta Azeredo, a taxa caiu pois o número de desocupados (sem trabalho e procurando emprego) caiu com as vagas geradas no mercado de trabalho. Em relação a julho, o número de ocupados aumentou 0,5%, com a geração de 115 mil vagas. Na comparação com agosto de 2009, a ocupação aumentou 3,2%, com a geração de 691 mil vagas nas seis regiões metropolitanas do País.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;