Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Corinthians descarta relaxamento pós-clássico no Campeonato Brasileiro

Mano Menezes espera evitar contra o Inter, nesta quinta,
clima de euforia depois da vitória por 4 a 2 sobre o Santos



03/06/2010 | 07:00


Sempre após grande conquista ou resultado expressivo - no caso do Corinthians, ganhou do badalado Santos por 4 a 2, com boa apresentação -, a equipe cai de rendimento no jogo seguinte. É o famoso salto alto, que faz o time se sentir imbatível. Hoje, às 21h, no Pacaembu, o grupo de Mano Menezes tenta provar que está focado no Campeonato Brasileiro e que não deixará o resultado do clássico interferir negativamente. Lutando para salvar o centenário, o time busca a vitória para chegar à pausa da Copa do Mundo na liderança.

Sem Chicão e Jorge Henrique, machucados, o técnico usará Paulo André e Iarley, respectivamente. Do mais, os mesmos titulares do clássico. "Será um jogo mais difícil do que diante do Santos", profetizou o lateral Roberto Carlos logo após os 4 a 2 no clássico.

Não queria menosprezar os santistas e sim mostrar o quanto o Internacional é perigoso. Os gaúchos foram um dos poucos a ganhar do Corinthians no Pacaembu no ano passado. Com gol de Nilmar, enfileirando os marcadores, na rodada inaugural (1 a 0).

"Gostei muito do comportamento da equipe no clássico. Conseguimos tratar bem a questão do jogo da Vila Belmiro, que teve provocações e insatisfação de um lado. O futebol superou bem isso e é importante que os times tenham essa clareza amanhã à noite (hoje)", disse o técnico Mano Menezes. "A gente sai de uma grande vitória, pensa que vai respirar um pouquinho e aí vêm Inter e Botafogo. Não tem moleza. Mas temos o mérito de fazer resultado expressivo contra equipes fortes."

No Inter, o técnico interino Enderson Moreira declarou que está satisfeito com o que viu em sua estreia - vitória por 4 a 1 sobre o Atlético-PR - e prometeu fazer o mínimo possível de mudanças, além de manter a formação no 4-4-2.

Duelo pode marcar despedida de atletas

O Corinthians faz hoje o último jogo em casa antes da paralisação do Brasileirão por causa da Copa do Mundo. E para alguns jogadores o duelo contra o Internacional pode ser o derradeiro contato com os torcedores. A janela de transferências se abre no recesso e o clube pode perder jogadores importantes.

As saídas dos volantes Elias e Jucilei são dadas como praticamente certas. O Sevilla, da Espanha, é quem pode levar os dois em uma tacada só, repetindo o que fez o Fenerbahçe, da Turquia, com o lateral-esquerdo. André Santos e com o volante Christian no ano passado. O atacante Dentinho é outro que está na lista de perdas.

O presidente Andrés Sanchez confia em fazer dinheiro com ele. O possível destino seria o Benfica, de Portugal. O mandatário corintiano, que está na África do Sul como chefe da delegação do Brasil, aposta também na venda do volante Ralf, mas, até agora, nenhuma proposta chegou.

A lista de negociáveis inclui ainda Chicão, mas o zagueiro, que está na mira do Sporting, de Portugal, não terá chance de se despedir da torcida hoje. Com lesão na coxa direita, ele só terá condições de jogar depois da Copa. E, para muitos, não será mais pelo Corinthians.

O técnico Mano Menezes também pode fazer parte do desmanche pós-Copa. Ele é cotado para assumir o Porto, de Portugal, e tem o nome especulado como possível substituto de Dunga na Seleção após o Mundial. E nesta semana ele foi mencionado no Internacional, coincidentemente o rival desta noite. "Não tem chance de eu sair", cravou o treinador.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;