Fechar
Publicidade

Sábado, 20 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Santander libera mais microcrédito



29/05/2010 | 07:00


O Banco Santander anunciou ontem planos de conceder cerca de R$ 280 milhões em microcrédito no País durante este ano. Deste montante, aproximadamente R$ 20 milhões serão destinados ao Estado do Rio de Janeiro.

Segundo o vice-presidente executivo de varejo do banco, José Paiva Ferreira, a instituição financeira deve abrir 70 novas agências no Estado até 2013. No País, serão 600 novas unidades no período.

INFORMALIDADE - "Concedemos crédito também para quem está informal, sempre voltado para a atividade produtiva, para a expansão dos negócios", afirmou o executivo, em entrevista durante a inauguração de uma agência do banco no Complexo do Alemão, conjunto de favelas da zona norte da capital fluminense.

Sobre a perspectiva de aumento da taxa básica de juros, a Selic, Ferreira afirmou que a atuação do Banco Central tem sido correta. "Não vejo grande impacto no consumo das famílias por conta disso", comentou o executivo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Santander libera mais microcrédito


29/05/2010 | 07:00


O Banco Santander anunciou ontem planos de conceder cerca de R$ 280 milhões em microcrédito no País durante este ano. Deste montante, aproximadamente R$ 20 milhões serão destinados ao Estado do Rio de Janeiro.

Segundo o vice-presidente executivo de varejo do banco, José Paiva Ferreira, a instituição financeira deve abrir 70 novas agências no Estado até 2013. No País, serão 600 novas unidades no período.

INFORMALIDADE - "Concedemos crédito também para quem está informal, sempre voltado para a atividade produtiva, para a expansão dos negócios", afirmou o executivo, em entrevista durante a inauguração de uma agência do banco no Complexo do Alemão, conjunto de favelas da zona norte da capital fluminense.

Sobre a perspectiva de aumento da taxa básica de juros, a Selic, Ferreira afirmou que a atuação do Banco Central tem sido correta. "Não vejo grande impacto no consumo das famílias por conta disso", comentou o executivo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;