Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 23 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Treinando o olhar

Cineclube de Santo André volta dois domingos por mês,
sempre às 15h, com novidades; filme de estreia é 'Billy Elliot'


Ângela Corrêa
Do Diário do Grande ABC

29/05/2010 | 07:00


Por iniciativa da ELCV (Escola Livre de Cinema e Vídeo), Santo André tem a partir de amanhã um novo cineclube, que funcionará dois domingos por mês, sempre às 15h, no auditório Heleni Guariba, no Teatro Municipal.

Como todo cineclube que se preza, o espaço terá exibições seguidas de discussões a respeito de diversos aspectos de cada longa-metragem abordado. O filme de estreia é "Billy Elliot" (2000), de Stephen Daldry, que conta a história de um garoto britânico criado no subúrbio que, escondido do pai, troca o treinamento de boxe por aulas de balé clássico no centro comunitário que frequenta.

O título, que mergulha nesse universo da dança - com trilha sonora recheada de clássicos do rock britânico que vão de The Jam a T-Rex - não foi escolhido à toa e reflete a identidade proposta para o clube. "A intenção é discutirmos as diferentes linguagens artísticas por meio do cinema", diz o coordenador da ELCV, Sérgio Pires. Por isso, é de se esperar filmes que flertam de alguma forma com teatro, dança e outras dimensões artístiscas. No filme, o personagem-título (Jamie Bell), sofre preconceito do próprio pai por ter escolhido dançar.

Os amantes da sétima arte que não necessariamente dominam suas especificidades técnicas podem ficar tranquilos. O cineclube não vai privilegiar artistas e/ou estudantes que já são iniciados em discussões do tipo. "Não faremos desse bate-papo algo acadêmico. A proposta é atrair todo tipo de pessoas", afirma Pires. O fato de o cineclube ter como sede uma área central também é significativo. A ELCV está instalada na Chácara Pignatari.

Os próximos filmes a serem exibidos serão o dinamarquês Os Idiotas, no dia 13, e Babel, produzido entre Estados Unidos, México, Japão e Marrocos, no dia 27.

O próximo, dirigido por Lars von Trier, é um dos títulos produzidos a partir do Dogma 95, manifesto no qual um grupo de quatro cineastas dinamarqueses - Von Trier sendo um dos autores - rompia com as regras impostas pelo cinema comercial. Uma das regras é filmar apenas em locações, sem cenários. "É a história da apropriação do cenário que vem desde o teatro", exemplifica Pires.

VOTAÇÃO - A intenção é que os integrantes do clube tomem gradualmente conta do local. "Não vou me impor de nenhuma maneira. Queremos formar público e que eles escolham o que querem ver no decorrer do tempo", diz o coordenador da ELCV.

Cineclube - Dois domingos por mês, sempre às 15h. A partir de amanhã. No Teatro Municipal de Santo André (Auditório Heleni Guariba) - Praça 4º Centenário. Tel.: 4433-0789. Entrada franca.

Sesi Mauá exibe Almodóvar

São Bernardo e Mauá também têm atrações voltadas ao cinema hoje e segunda-feira, respectivamente. Tudo também com entrada franca.

No Sesi Mauá, as mães guerreiras são o foco, a partir do olhar histriônico do diretor espanhol Pedro Almodóvar. "Volver" (2006), pelo qual a protagonista, Penélope Cruz foi indicada ao Oscar de atriz (mas só foi premiada no ano passado, na categoria coadjuvante, por seu papel em Vicky Cristina Barcelona, de Woody Allen). A sessão, que começa a partir das 19h30, faz parte da Mostra Famílias.

Em São Bernardo, o foco hoje recai, a partir das 20h, sobre a "Mostra Trabalho e Trabalhadores", realizada pelo Cineclube Photogramas na Pinacoteca da cidade. O filme é "O Rio Congelado" (2008), premiado pelo júri do Festival de Sundance, o principal do cinema independente nos Estados Unidos, no mesmo ano de produção. Na trama, duas amigas se arriscam na travessia da fronteira entre Canadá e Estados Unidos para dar uma vida melhor a seus filhos.

Rio Congelado - Filme de Courtney Hunt. Hoje, às 20h. Na Cinemateca de São Bernardo - Rua Kara, 105. Tel.: 4125-2466. Volver - Filme de Pedro Almodóvar. Na segunda-feira (dia 31), às 19h30. No Sesi Mauá - Av. Presidente Castelo Branco, 237. Tel.: 4514-2555. Entrada franca.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Treinando o olhar

Cineclube de Santo André volta dois domingos por mês,
sempre às 15h, com novidades; filme de estreia é 'Billy Elliot'

Ângela Corrêa
Do Diário do Grande ABC

29/05/2010 | 07:00


Por iniciativa da ELCV (Escola Livre de Cinema e Vídeo), Santo André tem a partir de amanhã um novo cineclube, que funcionará dois domingos por mês, sempre às 15h, no auditório Heleni Guariba, no Teatro Municipal.

Como todo cineclube que se preza, o espaço terá exibições seguidas de discussões a respeito de diversos aspectos de cada longa-metragem abordado. O filme de estreia é "Billy Elliot" (2000), de Stephen Daldry, que conta a história de um garoto britânico criado no subúrbio que, escondido do pai, troca o treinamento de boxe por aulas de balé clássico no centro comunitário que frequenta.

O título, que mergulha nesse universo da dança - com trilha sonora recheada de clássicos do rock britânico que vão de The Jam a T-Rex - não foi escolhido à toa e reflete a identidade proposta para o clube. "A intenção é discutirmos as diferentes linguagens artísticas por meio do cinema", diz o coordenador da ELCV, Sérgio Pires. Por isso, é de se esperar filmes que flertam de alguma forma com teatro, dança e outras dimensões artístiscas. No filme, o personagem-título (Jamie Bell), sofre preconceito do próprio pai por ter escolhido dançar.

Os amantes da sétima arte que não necessariamente dominam suas especificidades técnicas podem ficar tranquilos. O cineclube não vai privilegiar artistas e/ou estudantes que já são iniciados em discussões do tipo. "Não faremos desse bate-papo algo acadêmico. A proposta é atrair todo tipo de pessoas", afirma Pires. O fato de o cineclube ter como sede uma área central também é significativo. A ELCV está instalada na Chácara Pignatari.

Os próximos filmes a serem exibidos serão o dinamarquês Os Idiotas, no dia 13, e Babel, produzido entre Estados Unidos, México, Japão e Marrocos, no dia 27.

O próximo, dirigido por Lars von Trier, é um dos títulos produzidos a partir do Dogma 95, manifesto no qual um grupo de quatro cineastas dinamarqueses - Von Trier sendo um dos autores - rompia com as regras impostas pelo cinema comercial. Uma das regras é filmar apenas em locações, sem cenários. "É a história da apropriação do cenário que vem desde o teatro", exemplifica Pires.

VOTAÇÃO - A intenção é que os integrantes do clube tomem gradualmente conta do local. "Não vou me impor de nenhuma maneira. Queremos formar público e que eles escolham o que querem ver no decorrer do tempo", diz o coordenador da ELCV.

Cineclube - Dois domingos por mês, sempre às 15h. A partir de amanhã. No Teatro Municipal de Santo André (Auditório Heleni Guariba) - Praça 4º Centenário. Tel.: 4433-0789. Entrada franca.

Sesi Mauá exibe Almodóvar

São Bernardo e Mauá também têm atrações voltadas ao cinema hoje e segunda-feira, respectivamente. Tudo também com entrada franca.

No Sesi Mauá, as mães guerreiras são o foco, a partir do olhar histriônico do diretor espanhol Pedro Almodóvar. "Volver" (2006), pelo qual a protagonista, Penélope Cruz foi indicada ao Oscar de atriz (mas só foi premiada no ano passado, na categoria coadjuvante, por seu papel em Vicky Cristina Barcelona, de Woody Allen). A sessão, que começa a partir das 19h30, faz parte da Mostra Famílias.

Em São Bernardo, o foco hoje recai, a partir das 20h, sobre a "Mostra Trabalho e Trabalhadores", realizada pelo Cineclube Photogramas na Pinacoteca da cidade. O filme é "O Rio Congelado" (2008), premiado pelo júri do Festival de Sundance, o principal do cinema independente nos Estados Unidos, no mesmo ano de produção. Na trama, duas amigas se arriscam na travessia da fronteira entre Canadá e Estados Unidos para dar uma vida melhor a seus filhos.

Rio Congelado - Filme de Courtney Hunt. Hoje, às 20h. Na Cinemateca de São Bernardo - Rua Kara, 105. Tel.: 4125-2466. Volver - Filme de Pedro Almodóvar. Na segunda-feira (dia 31), às 19h30. No Sesi Mauá - Av. Presidente Castelo Branco, 237. Tel.: 4514-2555. Entrada franca.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;