Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Consciência na tela

Diretor de Ribeirão Pires, Ricardo Bruini aposta em vídeos ambientais e tem três trabalhos que envolvem o Grande ABC


Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

16/05/2010 | 07:04


Ribeirão Pires tem abrigado na última década um criativo cineasta que encontra nos problemas do meio ambiente a fonte para suas ideias. Ricardo Bruini tem sua carreira ligada a produções do gênero e atualmente tem três trabalhos que envolvem o Grande ABC guardados na gaveta esperando patrocínios para serem filmados.

Morando na cidade desde 2001 - graças a seu segundo casamento -, o cineasta é natural de São Paulo e trabalhou em diversos projetos, mas sobrevive mesmo das aulas de fotografia e serviços em outras filmagens. Sua estreia como diretor foi em 2007, com o curta Ciclus. Dois anos depois lançou Consumo: Qual o Limite?, que foram exibidos recentemente pela TV Cultura. Ambos acabam de ser lançados em edição especial em DVD. Os interessados em adquirir o material podem acessar o site da produtora Engenho da Imagem (www.engenhodaimagem.com.br).

Ambos seguem a linha de documentários ambientais didáticos e buscam alertar ao público sobre as dificuldades vividas pelo planeta devido às ações do homem. Informações e dicas complementam um dos vídeos.

"Não são projetos de entretenimento. Eles foram pensados como ferramenta de conscientização. Quero que as pessoas reflitam sobre seus atos", explica Bruini.

A preocupação ambiental tem sido um dos principais assuntos debatidos na sociedade atual e tem encontrado cada vez mais espaço em documentários. A ideia agora é orientar e mostrar o que pode - e deve - ser feito. "A consciência já foi criada, mas ainda faltam meios para dizer ao público o que e como fazer para influenciar suas vidas."EM

O diretor sempre se mostrou fã de documentários, em especial daqueles que têm o meio ambiente como tema. "Cresci assistindo documentários e foi meio natural lidar com o assunto. Minha intenção é tratar somente dessas questões em meus vídeos", diz.

As dificuldades em adquirir capital para financiar seus trabalhos se voltam agora para projetos ligados à região. Em seu escritório estão guardadas ideias sobre filmes que abordam os mananciais existentes no Grande ABC, a Vila de Paranapiacaba e a biodiversidade da Serra do Mar. Segundo ele, este último parece ser o mais provável a sair do papel.

Infelizmente, Bruini acredita que Ribeirão Pires precisa apostar em seus moradores e em si mesma. "O pessoal do município não acredita nas coisas que saem e são feitas por aqui. É mais fácil o público de outras cidades aceitarem nossos projetos", dispara.

Aproveitando um nicho que cada vez mais ganha força, o cineasta busca no hobby que virou profissão a saída para ajudar o futuro do planeta.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;