Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 23 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Feira Reatech atrai montadoras


Leone Farias
Do Diário do Grande ABC

16/04/2010 | 07:00


Mercado que movimenta hoje cerca de R$ 2 bilhões ao ano, o segmento de tecnologia para acessibilidade e inclusão - ou seja, destinada a atender pessoas com deficiência - atrai a atenção da indústria automotiva. Grande número de montadoras marca presença na 9ª feira Reatech, terceiro maior evento do mundo nessa área e que se iniciou ontem no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo, e vai até domingo.

Segundo o presidente do grupo Cipa, José Roberto Sevieri, o evento concentra muitos negócios - "De 40% a 45% das vendas anuais do setor são concretizadas em até 90 dias em função dos contatos no local", afirma -, além de ter muita informação (27 seminários), lazer e oferta de vagas. Sua expectativa é, nesses quatro dias, receber mais de 42 mil visitantes.

Uma das que estão na feira é a Volkswagen, que mostra para esse público sua nova tecnologia I-Motion, sistema de transmissão automatizada, que equipa vários modelos de entrada (mais populares), entre eles o novo Gol, o Voyage, o Fox, o Polo e o Polo Sedan. O sistema adiciona cerca de R$ 2.800 no valor do carro.

O supervisor de vendas especiais e governo da Volks, João Paulo Toscano Filho, afirma que a fabricante procura, com o lançamento, ampliar o acesso dos deficientes físicos aos carros VW. Antes só havia a opção de câmbio automático (que custa de R$ 4.500 a R$ 5.500) e em veículos mais sofisticados da marca. Com isso, a meta da empresa é ultrapassar o volume anual de cerca de 1.000 unidades vendidas para o segmento, que tem direito a a isenção do IPI e ICMS na compra do automóvel.

A GM, por sua vez, informa que contabiliza anualmente de 2.000 a 3.000 unidades para o segmento. Segundo o gerente regional de vendas diretas da GM, Marcos Saraiva, esse mercado, apesar de não ser muito grande (em relação ao total de carros novos comercializados no País), é significativo. A empresa tem em seu portfólio o Meriva automatizado e o Astra automático.

Grande parte das montadoras presentes à Reatech oferece ainda como opção aos clientes parceria com empresas especializadas em adaptações veiculares. Uma das principais do País, que também expõe na feira, é a Cavenaghi.

A companhia tem 40 pontos de venda (dois deles no Grande ABC, em Santo André e São Caetano) e vem em expansão. Segundo a diretora comercial, Monica Cavenaghi, o crescimento médio tem sido de 10% ao ano.

Ela avalia que a fiscalização para o cumprimento da lei de cotas (que exige que as empresas contratem deficientes) tem estimulado a inserção no mercado de trabalho, o que favorece o crescimento da demanda por produtos nas áreas. Os números de atendimentos da Cavenaghi é expressivo. "Adaptamos em média 400 carros e vendemos 100 cadeiras de rodas por mês", afirma.

Serviço - Reatech - 9ª Feira Internacional de Tecnologias em Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade. Local: Centro de Exposições Imigrantes, Rodovia dos Imigrantes Km 1,5, São Paulo (SP). De 15 a 18 de abril. Horário: quinta e sexta das 13h às 21h; sábado e domingo das 10h às 19h. Entrada gratuita.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;