Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Lojista prevê venda 7% maior no Dia das Mães

Segmento de perfumaria e cosmético deverá liderar crescimento; 65 mil postos de trabalho devem ser criados


Alexandre Melo
Do Diário do Grande ABC

15/04/2010 | 07:00


Com os filhos dispostos a caprichar mais no presente do Dia das Mães neste ano, os lojistas instalados nos centros de compras do País esperam que o faturamento seja 7% maior em relação a 2009, segundo levantamento da Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping).

Os consumidores mais atentos devem ter notado que algumas lojas nos shoppings já estão com vitrines preparadas para a data. A entidade estima que mais de 58% dos empresários vão utilizar mecanismos de fidelização para atrair os clientes.

Na avaliação do diretor de relações institucionais da Alshop, Luis Augusto Ildefonso da Silva, o cenário econômico para o Dia das Mães neste ano é bastante promissor. "O tíquete médio terá alta considerável", crê. A perspectiva é que nas próximas semanas os centros de compras lancem suas campanhas promocionais.

De acordo com o presidente da Acisa (Associação Comercial e Industrial de Santo André), Sidnei Muneratti, pesquisa informal realizada na cidade indicou alta disposição da população para sair às compras. O alto volume nas consultas ao sistema de proteção ao crédito é outro indicador.

PRESENTES - Novamente, os segmentos de vestuário, calçados e acessórios e perfumaria serão os mais beneficiados com a data, respectivamente. O executivo da Alshop ressalta que perfumes e cosméticos estará entre as categorias com maior crescimento durante o mês de maio, chegando a 15%.

Em seguida aparecem os celulares e os eletrônicos, impulsionados pelos televisores de tela fina, devido à Copa do Mundo. Ildefonso lembra que no caso de telefonia, a alta na procura não será pelo primeiro aparelho, mas a substituição por outro mais tecnológico.

Somente o Grupo Pão de Açúcar espera que este setor terá vendas aquecidas em 30%, com destaque para os celulares com duo chip, em que é possível utilizar duas linhas. Na linha branca a previsão é de alta chega a 15%, com saída maior de micro-ondas, lava-louças e máquina de lavar.

TEMPORÁRIOS - As contratações temporárias para atender o pico de vendas no mês das mães gerará 65 mil postos de trabalho, segundo pesquisa da Asserttem (Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário). As admissões para a segunda melhor data para o varejo após o Natal é 11% maior em relação a 2009.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Lojista prevê venda 7% maior no Dia das Mães

Segmento de perfumaria e cosmético deverá liderar crescimento; 65 mil postos de trabalho devem ser criados

Alexandre Melo
Do Diário do Grande ABC

15/04/2010 | 07:00


Com os filhos dispostos a caprichar mais no presente do Dia das Mães neste ano, os lojistas instalados nos centros de compras do País esperam que o faturamento seja 7% maior em relação a 2009, segundo levantamento da Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping).

Os consumidores mais atentos devem ter notado que algumas lojas nos shoppings já estão com vitrines preparadas para a data. A entidade estima que mais de 58% dos empresários vão utilizar mecanismos de fidelização para atrair os clientes.

Na avaliação do diretor de relações institucionais da Alshop, Luis Augusto Ildefonso da Silva, o cenário econômico para o Dia das Mães neste ano é bastante promissor. "O tíquete médio terá alta considerável", crê. A perspectiva é que nas próximas semanas os centros de compras lancem suas campanhas promocionais.

De acordo com o presidente da Acisa (Associação Comercial e Industrial de Santo André), Sidnei Muneratti, pesquisa informal realizada na cidade indicou alta disposição da população para sair às compras. O alto volume nas consultas ao sistema de proteção ao crédito é outro indicador.

PRESENTES - Novamente, os segmentos de vestuário, calçados e acessórios e perfumaria serão os mais beneficiados com a data, respectivamente. O executivo da Alshop ressalta que perfumes e cosméticos estará entre as categorias com maior crescimento durante o mês de maio, chegando a 15%.

Em seguida aparecem os celulares e os eletrônicos, impulsionados pelos televisores de tela fina, devido à Copa do Mundo. Ildefonso lembra que no caso de telefonia, a alta na procura não será pelo primeiro aparelho, mas a substituição por outro mais tecnológico.

Somente o Grupo Pão de Açúcar espera que este setor terá vendas aquecidas em 30%, com destaque para os celulares com duo chip, em que é possível utilizar duas linhas. Na linha branca a previsão é de alta chega a 15%, com saída maior de micro-ondas, lava-louças e máquina de lavar.

TEMPORÁRIOS - As contratações temporárias para atender o pico de vendas no mês das mães gerará 65 mil postos de trabalho, segundo pesquisa da Asserttem (Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário). As admissões para a segunda melhor data para o varejo após o Natal é 11% maior em relação a 2009.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;