Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 25 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Semana é do balé


Sara Saar
Do Diário do Grande ABC

13/04/2010 | 07:05


Duas companhias italianas levam montagens a São Paulo. Enquanto a Kataklò, com sede em Milão, relaciona o esporte à dança contemporânea, a Balletto Dell' Esperia, de Turim, dá movimento a obras clássicas do balé, interpretadas por três coreógrafos contemporâneos.

Depois de seis meses da última vinda ao Brasil, os integrantes da Kataklò retornam com o trabalho mais recente da formação, o espetáculo Play, no Teatro Alfa (Tel.: 5693-4000). Sessões hoje e amanhã, às 21h, com entradas a R$ 60 (balcão) e R$ 80 (plateia).

Na peça musical, evidenciam que a precisão dos movimentos, o rigor dos treinos e o domínio do corpo também podem ser associados à dança. O elenco, afinal, é formado por jovens atletas, campeões mundiais e olímpicos, que decidiram se unir para ultrapassar os limites impostos pelas competições esportivas.

Com direção e coreografia de Giullia Staccioli, os bailarinos-esportistas sobem ao palco com a proposta de reestruturar os movimentos atléticos e acrobáticos, alcançados em anos de treinamento.

Para isso, eles se utilizam de artefatos cênicos mais comuns às quadras de esportes. Com barras, raquetes de tênis, argolas, bicicletas, bolas e traves, prometem surpreender e encantar o público durante mais de uma hora.

Definida como o ‘manifesto artístico' pela diretora, a montagem desfila modalidades esportivas em uma fusão de poesia e ironia - característica da companhia.

Giullia afirma, em material de divulgação, que "o Kataklò mostra uma nova forma de expressão artística, com o feliz casamento entre a dança e o esporte, entre coreografias e a perfeição atlética dos artistas".

Em turnê extensa pelo Brasil até dia 5, a companhia ainda passa por Recife, Salvador, Ribeirão Preto, Campinas, Santos, Porto Alegre, Florianópolis, Curitiba, Brasília e Rio de Janeiro.

OUTRA ITALIANA
Com sessão única hoje, às 20h30, no Memorial da América Latina (Tel.: 3823-4768), o espetáculo Trittico - da Balletto Dell' Esperia - reúne três montagens. A entrada é gratuita.

O coreógrafo Thierry Malandain retoma o solo A Morte do Cisne, composto em 1904 por Michael Fokine sobre a música de Camille Saint-Sans. Mas ele não enxerga somente uma bailarina em cena. Coloca logo três (Laura Missiroli, Silvia Moretti e Roberta Noto), que evocam a força e a graça do cisne.

Já na peça L'Aprés-midi d'Un Faune, de Claude Debussy, o coreógrafo Eugenio Scigliano põe dois bailarinos em cena (Davide Di Giovanni e Davide Valrosso), que mostram o espírito animalesco e o erotismo presente na coreografia original de Nijinsky.

O tema Os Quatro Temperamentos, composto em 1940 por Paul Hindemith, se tornou, seis anos depois, em uma das maiores obras-primas de George Balanchine. E agora tem releitura de Paolo Mohovich, inspirada na teoria grega dos quatro humores principais: melancólico, sanguíneo, fleumático e colérico.
]
NACIONAIS
Com sessões gratuitas hoje e amanhã, às 21h, no Sesc Pompéia (Tel.: 3871-7700), o Núcleo Fronteiras mostra o espetáculo-instalação As Minhas Tuas Lágrimas. O espetáculo traz uma casa onírica, onde um casal ora se conforta, ora se confronta. Com Mariana Camargo e Tomás Rezende. Coreografia e direção de Gisele Calazans.

Já Baseado em Fatos Reais, que tem apresentações amanhã e quinta-feira, às 21h, no Sesc Consolação (Tel.: 3234-3000), traz novidade a cada exibição. Os bailarinos sorteiam fotos entre 1.800 disponíveis como ponto de partida para a improvisação de movimentos. As imagens remetem às obras O Nome Científico da Formiga (2008) e O Animal Mais Forte do Mundo (2009).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Semana é do balé

Sara Saar
Do Diário do Grande ABC

13/04/2010 | 07:05


Duas companhias italianas levam montagens a São Paulo. Enquanto a Kataklò, com sede em Milão, relaciona o esporte à dança contemporânea, a Balletto Dell' Esperia, de Turim, dá movimento a obras clássicas do balé, interpretadas por três coreógrafos contemporâneos.

Depois de seis meses da última vinda ao Brasil, os integrantes da Kataklò retornam com o trabalho mais recente da formação, o espetáculo Play, no Teatro Alfa (Tel.: 5693-4000). Sessões hoje e amanhã, às 21h, com entradas a R$ 60 (balcão) e R$ 80 (plateia).

Na peça musical, evidenciam que a precisão dos movimentos, o rigor dos treinos e o domínio do corpo também podem ser associados à dança. O elenco, afinal, é formado por jovens atletas, campeões mundiais e olímpicos, que decidiram se unir para ultrapassar os limites impostos pelas competições esportivas.

Com direção e coreografia de Giullia Staccioli, os bailarinos-esportistas sobem ao palco com a proposta de reestruturar os movimentos atléticos e acrobáticos, alcançados em anos de treinamento.

Para isso, eles se utilizam de artefatos cênicos mais comuns às quadras de esportes. Com barras, raquetes de tênis, argolas, bicicletas, bolas e traves, prometem surpreender e encantar o público durante mais de uma hora.

Definida como o ‘manifesto artístico' pela diretora, a montagem desfila modalidades esportivas em uma fusão de poesia e ironia - característica da companhia.

Giullia afirma, em material de divulgação, que "o Kataklò mostra uma nova forma de expressão artística, com o feliz casamento entre a dança e o esporte, entre coreografias e a perfeição atlética dos artistas".

Em turnê extensa pelo Brasil até dia 5, a companhia ainda passa por Recife, Salvador, Ribeirão Preto, Campinas, Santos, Porto Alegre, Florianópolis, Curitiba, Brasília e Rio de Janeiro.

OUTRA ITALIANA
Com sessão única hoje, às 20h30, no Memorial da América Latina (Tel.: 3823-4768), o espetáculo Trittico - da Balletto Dell' Esperia - reúne três montagens. A entrada é gratuita.

O coreógrafo Thierry Malandain retoma o solo A Morte do Cisne, composto em 1904 por Michael Fokine sobre a música de Camille Saint-Sans. Mas ele não enxerga somente uma bailarina em cena. Coloca logo três (Laura Missiroli, Silvia Moretti e Roberta Noto), que evocam a força e a graça do cisne.

Já na peça L'Aprés-midi d'Un Faune, de Claude Debussy, o coreógrafo Eugenio Scigliano põe dois bailarinos em cena (Davide Di Giovanni e Davide Valrosso), que mostram o espírito animalesco e o erotismo presente na coreografia original de Nijinsky.

O tema Os Quatro Temperamentos, composto em 1940 por Paul Hindemith, se tornou, seis anos depois, em uma das maiores obras-primas de George Balanchine. E agora tem releitura de Paolo Mohovich, inspirada na teoria grega dos quatro humores principais: melancólico, sanguíneo, fleumático e colérico.
]
NACIONAIS
Com sessões gratuitas hoje e amanhã, às 21h, no Sesc Pompéia (Tel.: 3871-7700), o Núcleo Fronteiras mostra o espetáculo-instalação As Minhas Tuas Lágrimas. O espetáculo traz uma casa onírica, onde um casal ora se conforta, ora se confronta. Com Mariana Camargo e Tomás Rezende. Coreografia e direção de Gisele Calazans.

Já Baseado em Fatos Reais, que tem apresentações amanhã e quinta-feira, às 21h, no Sesc Consolação (Tel.: 3234-3000), traz novidade a cada exibição. Os bailarinos sorteiam fotos entre 1.800 disponíveis como ponto de partida para a improvisação de movimentos. As imagens remetem às obras O Nome Científico da Formiga (2008) e O Animal Mais Forte do Mundo (2009).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;