Fechar
Publicidade

Domingo, 19 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Nova reunião vai definir plano de banda larga popular


Das Agências

09/04/2010 | 07:00


O ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Paulo Bernardo, informou que não foi conclusiva a reunião realizada ontem pelo presidente Lula com sete ministros e três secretários-executivos para definir o plano nacional da banda larga. Segundo Bernardo, novo encontro do presidente da República com ministros sobre o assunto está previsto para quinta-feira (15) para discussão do o plano.

O ministro do Planejamento falou com jornalistas no CCBB (Centro Cultural do Banco do Brasil), em Brasília. Repórteres insistiram com ele para que falasse sobre as divergências que impediram uma definição, mas Bernardo não deu outras informações sobre o tema.

Ontem, no início do dia, o assessor de inclusão digital da Presidência da República, Nelson Akio Fujimoto, informou, que o governo definiria ainda ontem o plano nacional de banda larga. Segundo ele, um dos pontos consensuais para o governo é a criação de uma política industrial para o setor.

"Temos uma indústria nacional que produz a totalidade dos itens necessários para implantar o plano de banda larga. Não faremos todo esse esforço para importar equipamentos e gerar empregos na China. Temos que gerar empregos no Brasil", afirmou.

Segundo Fujimoto, também existiria consenso quanto à criação de política regulatória e de incentivos fiscais para o setor para reduzir o custo de acesso à banda larga e de uma rede de governo que estabelecerá como será operado o ativo de infraestrutura em fibra ótica pertencente ao governo. Mesmo assim, não houve consenso.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Nova reunião vai definir plano de banda larga popular

Das Agências

09/04/2010 | 07:00


O ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Paulo Bernardo, informou que não foi conclusiva a reunião realizada ontem pelo presidente Lula com sete ministros e três secretários-executivos para definir o plano nacional da banda larga. Segundo Bernardo, novo encontro do presidente da República com ministros sobre o assunto está previsto para quinta-feira (15) para discussão do o plano.

O ministro do Planejamento falou com jornalistas no CCBB (Centro Cultural do Banco do Brasil), em Brasília. Repórteres insistiram com ele para que falasse sobre as divergências que impediram uma definição, mas Bernardo não deu outras informações sobre o tema.

Ontem, no início do dia, o assessor de inclusão digital da Presidência da República, Nelson Akio Fujimoto, informou, que o governo definiria ainda ontem o plano nacional de banda larga. Segundo ele, um dos pontos consensuais para o governo é a criação de uma política industrial para o setor.

"Temos uma indústria nacional que produz a totalidade dos itens necessários para implantar o plano de banda larga. Não faremos todo esse esforço para importar equipamentos e gerar empregos na China. Temos que gerar empregos no Brasil", afirmou.

Segundo Fujimoto, também existiria consenso quanto à criação de política regulatória e de incentivos fiscais para o setor para reduzir o custo de acesso à banda larga e de uma rede de governo que estabelecerá como será operado o ativo de infraestrutura em fibra ótica pertencente ao governo. Mesmo assim, não houve consenso.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;