Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 13 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Grupo de Lula anuncia apoio e enfraquece Marinho

Claudinei Plaza/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

10/04/2013 | 07:35


Com influência direta do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a CNB (Construindo um Novo Brasil), maior corrente ideológica do PT, decidiu pelo apoio à candidatura de Emídio de Souza à presidência do PT estadual na eleição de novembro. O ex-prefeito de Osasco é o nome predileto de Lula para comandar o petismo paulista.

O posicionamento praticamente sepulta o projeto do deputado federal Vicente Cândido de assumir a executiva estadual da sigla. Cândido era defendido pelo prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), e pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC.

Embora nunca tenha falado publicamente sua preferência, Marinho trabalhava nos bastidores pelo triunfo do parlamentar federal, tanto que havia conseguido arregimentar apoio de diversos integrantes da bancada petista na Câmara dos Deputados e na Assembleia Legislativa.

Nos bastidores do petismo já é certa a desistência do apoio de Marinho a Cândido e a adesão do prefeito de São Bernardo ao projeto de Emídio. Interlocutores do alto escalão do partido tentam convencer Marinho a embarcar em projeto unificado em torno do ex-chefe do Executivo de Osasco. Esse é um desejo pessoal de Lula.

A CNB possui as maiores lideranças do PT na atualidade. Também é a tendência de Marinho e de Lula. Na segunda-feira, em São Paulo, representantes da CNB e da Novo Rumo se reuniram para selar apoio a Emídio. A maioria dos presentes disse que a candidatura de Emídio era a única a unificar a legenda em busca da reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) e da primeira vitória petista ao governo de São Paulo.

A movimentação de Marinho em caminho oposto à de Lula ligou o sinal de alerta no petismo nacional. O prefeito de São Bernardo é considerado pupilo político do ex-presidente da República e hoje se tornou um dos principais aliados do ex-chefe da Nação.

Lula já comentou a pessoas próximas a vontade de ver Marinho como candidato do PT ao governo do Estado no ano que vem. Enxerga na candidatura do apadrinhado espaço suficiente de crescimento para surpreender a tentativa de reeleição do governador Geraldo Alckmin (PSDB).

Marinho, por sua vez, sempre afirmou que não trabalha para figurar nas urnas em 2014. A manutenção de Frank Aguiar (PTB) como vice no pleito do ano passado foi sinal do petista aos defensores de sua candidatura que ele não está disposto a deixar o comando do Paço de São Bernardo neste momento.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Grupo de Lula anuncia apoio e enfraquece Marinho

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

10/04/2013 | 07:35


Com influência direta do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a CNB (Construindo um Novo Brasil), maior corrente ideológica do PT, decidiu pelo apoio à candidatura de Emídio de Souza à presidência do PT estadual na eleição de novembro. O ex-prefeito de Osasco é o nome predileto de Lula para comandar o petismo paulista.

O posicionamento praticamente sepulta o projeto do deputado federal Vicente Cândido de assumir a executiva estadual da sigla. Cândido era defendido pelo prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), e pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC.

Embora nunca tenha falado publicamente sua preferência, Marinho trabalhava nos bastidores pelo triunfo do parlamentar federal, tanto que havia conseguido arregimentar apoio de diversos integrantes da bancada petista na Câmara dos Deputados e na Assembleia Legislativa.

Nos bastidores do petismo já é certa a desistência do apoio de Marinho a Cândido e a adesão do prefeito de São Bernardo ao projeto de Emídio. Interlocutores do alto escalão do partido tentam convencer Marinho a embarcar em projeto unificado em torno do ex-chefe do Executivo de Osasco. Esse é um desejo pessoal de Lula.

A CNB possui as maiores lideranças do PT na atualidade. Também é a tendência de Marinho e de Lula. Na segunda-feira, em São Paulo, representantes da CNB e da Novo Rumo se reuniram para selar apoio a Emídio. A maioria dos presentes disse que a candidatura de Emídio era a única a unificar a legenda em busca da reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) e da primeira vitória petista ao governo de São Paulo.

A movimentação de Marinho em caminho oposto à de Lula ligou o sinal de alerta no petismo nacional. O prefeito de São Bernardo é considerado pupilo político do ex-presidente da República e hoje se tornou um dos principais aliados do ex-chefe da Nação.

Lula já comentou a pessoas próximas a vontade de ver Marinho como candidato do PT ao governo do Estado no ano que vem. Enxerga na candidatura do apadrinhado espaço suficiente de crescimento para surpreender a tentativa de reeleição do governador Geraldo Alckmin (PSDB).

Marinho, por sua vez, sempre afirmou que não trabalha para figurar nas urnas em 2014. A manutenção de Frank Aguiar (PTB) como vice no pleito do ano passado foi sinal do petista aos defensores de sua candidatura que ele não está disposto a deixar o comando do Paço de São Bernardo neste momento.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;